Publicidade

Correio Braziliense

Coordenador de escola morre após ser esfaqueado por aluno em Águas Lindas

Crime ocorreu por volta das 12h. Principal suspeito é um aluno do 9º ano, que está foragido


postado em 30/08/2019 16:18 / atualizado em 30/08/2019 19:50

O professor professor Bruno Ires de Oliveira, 41 anos, foi morto dentro da escola por um aluno(foto: Arquivo Pessoal)
O professor professor Bruno Ires de Oliveira, 41 anos, foi morto dentro da escola por um aluno (foto: Arquivo Pessoal)
Um professor de Águas Lindas de Goiás morreu nesta sexta-feira (30/8) após ser esfaqueado por um aluno na Escola Estadual Machado de Assis, onde ele trabalhava como coordenador. O crime ocorreu por volta das 12h. A vítima, Bruno Ires de Oliveira, 41 anos, chegou a ser socorrida por colegas e levado a um hospital da região, mas morreu durante o atendimento. 
 
Segundo informações de uma professora da unidade de ensino, o assassino está foragido. Ele seria um aluno do 9º ano e tem 18 anos. A professora conta que o coordenador foi atacado quando saía da escola com uma facada na barriga. Colegas o socorreram e o levaram até uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele chegou a ser encaminhado ao Hospital Municipal de Águas Lindas, mas morreu por volta das 14h. 
 
Professor foi esfaqueado dentro da da instituição de ensino, em Águas Lindas de Goiás(foto: Reprodução/Google)
Professor foi esfaqueado dentro da da instituição de ensino, em Águas Lindas de Goiás (foto: Reprodução/Google)
 
 
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) publicou uma nota nas redes sociais sobre a morte do servidor. "É lamentável. Mais uma morte trágica no ambiente escolar, que reitera a necessidade da proteção dos profissionais da Educação. É preciso agir para que vidas não mais sejam retiradas. Basta de tanta violência. A Educação pede paz", disse a presidente do sindicato, Bia de Lima 
 
Bruno trabalhava há um ano no Colégio Estadual Machado de Assis em contrato temporário. Ele era coordenador da escola e morava em Águas Lindas.  
 
 

Outro caso

 
Em abril deste ano, o professor e coordenador Julio Cesar Barroso de Sousa, 41 anos, morreu dentro de uma escola em Valparaíso após ser baleado por um aluno. O caso ocorreu no Colégio Estadual Céu Azul. O garoto teria atacado a vítima após ela intervir em uma briga entre o estudante e uma professora. Após a discussão, o jovem teria saído da escola, ameaçado o profissional e voltado armado. 
 
* Estagiário sob supervisão de Roberto Fonseca

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade