Publicidade

Correio Braziliense

Produtores rurais de Brazlândia faturam R$ 35 milhões com morangos

Agricultura familiar em Brazlândia se destaca com 95% da produção total da fruta no Distrito Federal, evidenciando a importância econômica para a capital. Confira a programação da tradicional festa realizada na cidade


postado em 07/09/2019 07:00

Joaquim Máximo:
Joaquim Máximo: "O clima ajuda, e o solo é muito bom" (foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
A economia do Distrito Federal também é fomentada longe dos grandes centros urbanos. Nesta época do ano, núcleos rurais de Brazlândia investem pesado na produção do morango — só neste ano, há uma previsão de 6 mil toneladas na capital (maior do que as 5,6 mil toneladas de 2018) — atingindo um faturamento de R$ 35 milhões. Ao todo, cerca de 2 mil empregos são gerados no DF por conta desses plantios. Os dados são da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

“Hoje, Brazlândia cidade concentra mais de 95% da produção total de morangos do Distrito Federal. Essa cadeia produtiva da fruta tem importância enorme para a região, mas também para Brasília, porque rende uma forte movimentação econômica”, explica Denise Fonseca, presidente da Emater no DF. Os resultados atuais são expressivos devido a um planejamento realizado há mais de duas décadas naquela cidade. “Há 24 anos a Emater identificou que Brazlândia tinha as condições propícias para o cultivo de morango e de goiaba, então investimos muito nos agricultores locais”, destaca.

Para celebrar a safra, produtores criaram a Festa do Morango em 2001. “A atração mostra a relevância do cultivo para Brasília e atrai  população de todas as regiões. Para esse ano, esperamos 90 mil visitantes na festa”, informa Denise.

Um dos produtores da região é Joaquim Máximo da Silva, 37 anos, que começou a trabalhar com o plantio da fruta em 1996. “Cheguei à cidade e fui me especializando no morango, principalmente no que é de variedade Portola. Brazlândia tem uma das maiores altitudes do DF, o clima ajuda, e o solo é muito bom”, explica. Joaquim acorda todos os dias, às 4h, para trabalhar e só retorna depois de o sol se pôr, com ajuda da família e dos cinco funcionários. “Eu costumo dizer que o morango não dá folga, mas é algo que gosto demais. Tem o retorno financeiro que preciso, apesar de algumas dificuldades, e me traz felicidade”.

Joaquim ressalta que o trabalho na agricultura exige paciência e muito conhecimento. “No campo, não podemos fazer nada na pressa. A gente tem que entender o tempo certo de cada cultivo e agir com cuidado durante todo o processo, até porque estamos lidando com alimentos que vão para a mesa das pessoas. E também precisamos saber tudo de controle e manejo, solo, adubo… O sucesso vem de muita prática, experiência e cuidado”, detalha.

Tecnologias

Existem aproximadamente 200 produtores que investem no plantio da fruta em Brazlândia. A melhor época para começar a plantar é entre os meses de janeiro a março, e a safra de mudas nacionais é tradicionalmente colhida no período de seca. Presidente da Associação Rural Cultural Alexandre de Gusmão (ARCAG), em Brazlândia, Takao Akaoka diz que este ano está apresentando resultados ligeiramente acima de 2018. “Como passou aquela fase crítica da crise hídrica, isso ajudou nas produções. E o avanço das tecnologias também vão permitindo mais plantios, com mais qualidade”, avalia.

Takao também diz que o produto que vem diretamente dos produtores rurais tem características especiais. “É importante mostrar para a população a qualidade da mercadoria que é produzida em Brazlândia e no DF. É diferente quando se consome algo que foi colhido e entregue pelos agricultores perto da nossa casa”, defende.

Festa do Morango

Neste sábado (7/9)
10h – Abertura dos portões
10h às 22h – Florabraz – Feira de Floricultura e Jardinagem de Brazlândia
11h às 16h – Apresentação de artistas locais
16h – Oficinas gastronômicas no estande da Emater-DF
20h – Shows musicais – Patakundum, Terminal Zero e É o Tchan do Brasil

Neste domingo (8/9)
10h – Abertura dos portões
10h às 22h – Florabraz – Feira de Floricultura e Jardinagem de Brazlândia
10h e 14h – Colha e pague do morango (Emater-DF)
11h às 16h – Apresentação de artistas locais
16h – Oficinas gastronômicas no estande da Emater-DF
19h30 – Shows musicais – Thiago Henrique, Roni e Ricardo e Gino e Geno
Local: Associação Rural e Cultura Alexandre de Gusmão – BR-080, km 13, Brazlândia-DF

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade