Publicidade

Correio Braziliense

Secretaria de Saúde inicia programação do Setembro Amarelo no Riacho Fundo

No lançamento da campanha, na segunda-feira (9/9), pacientes do Instituto de Saúde Mental soltaram balões amarelos representando a liberdade e a leveza da vida


postado em 10/09/2019 12:24 / atualizado em 10/09/2019 12:25

A abertura da campanha foi no Instituto de Saúde Mental (ISM), no Riacho Fundo 1, na segunda-feira (9/9) e termina em 30 de setembro(foto: Secretaria de Saúde /Divulgação)
A abertura da campanha foi no Instituto de Saúde Mental (ISM), no Riacho Fundo 1, na segunda-feira (9/9) e termina em 30 de setembro (foto: Secretaria de Saúde /Divulgação)
A Secretaria de Saúde começou a programação do Setembro Amarelo soltando balões com a cor que representa a campanha como símbolo da liberdade e da leveza da vida. A iniciativa aborda o tema de suicídio com os devidos cuidados e ocorrerá durante todo o mês. A abertura foi no Instituto de Saúde Mental (ISM), no Riacho Fundo 1, na segunda-feira (9/9) e termina em 30 de setembro.

O primeiro dia da ação teve o lançamento de uma exposição fotográfica feita por um paciente do ISM. Ele recebeu alta depois de participar das oficinas terapêuticas oferecidas na unidade, entre elas a de fotografia. Além disso, os participantes assistiram à apresentação do coral formado por integrantes do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) III do Riacho Fundo 1.

Para a superintendente da Região de Saúde Centro-Sul, Moema Campos, a abertura do Setembro Amarelo ajudou a divulgar toda a programação de eventos para o mês de valorização da vida e prevenção ao suicídio, ação que envolve unidades de atenção primária, secundária e terciária.

"A proposta do Setembro Amarelo é tratar a saúde mental como prioridade. Com essas iniciativas, feitas com muito carinho, queremos estimular a empatia e o cuidado com a saúde mental de forma proativa para evitar o suicídio", explicou Moema.

A programação da semana continua com o Desfile da Primavera no ISM, com a participação dos pacientes da unidade. A ação também prevê a realização de oficinas de Práticas Integrativas de Saúde (PIS) no Hospital Regional do Guará (HRGu), além de sessão cinema e palestra do Centro de Valorização da Vida (CVV), no Caps III. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade