Publicidade

Correio Braziliense

Administrador de Vicente Pires herda vaga de novo secretário na CLDF

Daniel de Castro é pastor, teólogo, advogado, cientista político e professor


postado em 12/09/2019 06:00 / atualizado em 12/09/2019 00:34

Daniel de Castro: um mandato curto na Câmara(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Daniel de Castro: um mandato curto na Câmara (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Com o deputado distrital Iolando Almeida (PSC) indo comandar uma nova secretaria voltada para a pessoa com deficiência, o pastor Daniel de Castro substituirá o parlamentar na Câmara Legislativa. Daniel é o atual administrador de Vicente Pires. O novo deputado, no entanto, deve ter um mandato curto. A ideia da base é de que ele permaneça no cargo por no máximo 30 dias, e então, retorne para a administração para seguir com o cronograma das obras na região. No lugar dele, entrará Pedro Paulo de Oliveira, ou Pepa (PSC), segundo suplente de Iolando.

Daniel de Castro é pastor, teólogo, advogado, cientista político e professor. Casado há 25 anos e pai de três filhas, o primeiro suplente também faz parte da base aliada do governo e tem planos para os 30 dias como parlamentar. Ele, que é morador de Vicente Pires, pretende dedicar o tempo na Casa a projetos de lei que beneficiem a cidade e complementam as obras que vêm sendo feitas.

“O foco é regularizar Vicente Pires para começar a receber equipamentos públicos. Eu tenho sonho até de colocar iluminação de LED em toda a Vicente Pires. Mas é importante deixar claro que, como um soldado do governador Ibaneis, eu assumo a vaga de deputado durante esse período, mas logo retorno para dar sequência ao plano de concluir 70% das obras de infraestrutura de Vicente Pires ainda este ano, e 100% até ano que vem”.

Apesar de atuar mais em Vicente Pires, a maioria dos 11.510 votos de Daniel ficou concentrada em Taguatinga, Ceilândia, Brazlândia, Sobradinho e Gama. Isso porque, segundo o pastor, a sua eleição se deve ao trabalho religioso, que também não está fora dos planos da atuação na Câmara Legislativa.

Troca

Após os 30 dias, o acordo com o governo é de que o pastor deixará a vaga para o atual subsecretário de difusão e diversidade cultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Pedro Paulo de Oliveira, também do PSC. Ele teve 10.048 votos. O servidor público é morador de Planaltina, local onde se concentraram mais de 8 mil eleitores. Ele pretende assumir a cadeira com a promessa de dar sequência aos projetos de lei voltados a trabalhos com igrejas cristãs e instituições sociais.

Pepa também pretende dar maior visibilidade para a questão cultural e garantiu ao Correio que prezará pela transparência do mandato. “A gente não pode ser candidato só durante a campanha. Tem de estar próximo da comunidade e ouvir para saber agir. Como estou todo esse tempo em contato com o povo, pretendo ter uma atuação fiscalizadora e transparente, sempre em busca de melhorias para a comunidade”, disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade