Publicidade

Correio Braziliense

Tentativa de assalto deixa três feridos em Santa Maria

Uma das vítimas foi atingida por um tiro na perna e outra foi esfaqueada


postado em 18/09/2019 13:24 / atualizado em 18/09/2019 17:04

Um dos suspeitos de ter cometido o crime foi linchado por vizinhos(foto: Emilly Behnke/CB/D.A Press)
Um dos suspeitos de ter cometido o crime foi linchado por vizinhos (foto: Emilly Behnke/CB/D.A Press)

Três homens invadiram uma residência na Quadra 403, em Santa Maria, na manhã desta quarta-feira (18/9) para levar o carro da família. Por volta das 6h40, os criminosos aproveitaram o momento em que um dos parentes saía para trabalhar e entraram na casa, rendendo os quatro moradores com uma faca e uma arma de fogo. Os familiares reagiram à agressão e iniciaram uma luta corporal com os assaltantes. Por conta disso, o trio atirou e deferiu golpes de faca em duas das vítimas. 

Um dos parentes Wigaro Rodrigues, 28 anos, levou um tiro na perna próximo ao joelho. O outro familiar, João Victor Rodrigues, 19, foi atingido com duas facadas, uma nas costas e outra perto da cabeça. As vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF), após os vizinhos terem presenciado a cena e acionado a corporação. Elas foram encaminhadas para o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e estavam conscientes e estáveis. “Toda essa movimentação ocasionou a fuga de dois assaltantes conseguiram fugir”, explicou Alberto Rodrigues, delegado da 33° Delegacia de Polícia (Santa Maria). 

O terceiro assaltante não conseguiu fugir e foi linchado pelos moradores. Um dos familiares que estava na casa no momento da assalto, amarrou o bandido na calçada da casa e deferiu chutes e pontapés contra o bandido. O homem também teve de ser encaminhado ao hospital. Por conta desse ato, Wendel Rodrigues, 23, foi autuado por lesão corporal grave.
 
 
 
A 20ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) atendeu a situação em flagrante e cuidou do caso no primeiro instante (agora, a ocorrência está com a 33° DP). Segundo o delegado Jacsan Almeida, o jovem permanecerá preso e será encaminhado nesta quinta-feira (19/9) para audiência de custódia. “Ele está detido porque não foi legítima defesa, mas, sim, resolveu se vingar. A família toda reagiu ao assalto e isso gerou uma confusão”, disse o delegado. Ele reforçou ainda a importância de nunca reagir em situações como essa. “O seu tempo de reação nunca vai ser tão rápido quanto de quem está apontando uma arma para você”, acrescentou.

Roberto Rodrigues, 32, é o mais velho dos oito irmãos da família. Ele conta que, no momento do assalto, estavam na casa seus dois irmãos, a mãe, Aurenice Rodrigues, 48, e o padrasto, Paulo Giovane. Roberto diz ter suspeitado de algo quando a mãe não atendeu uma ligação. Pouco depois, uma tia o informou do assalto. “O João Victor estava saindo para ir trabalhar com o carro da empresa, quando os homens chegaram. Graças a Deus meus irmãos estão fora de perigo”, afirmou.

Ajude a localizar
Os outros dois assaltantes permanecem foragidos. A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) solicita a população que, caso saibam da identidade e do paradeiro dos suspeitos, Disque 197, ou entrem em contato por meio do endereço eletrônico denuncia197@pcdf.df.gov.br ou via Whatsapp (61) 98626-1197.
 

*Estagiária sob supervisão de 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade