Publicidade

Correio Braziliense

Polícia Militar desarticula casa de jogos ilegal em Águas Claras

Uma mulher, que estava no local quando a polícia chegou, assumiu ser a responsável pelo bingo eletrônico


postado em 18/09/2019 11:40 / atualizado em 18/09/2019 12:29

No local foram apreendidos oito máquinas de jogos, R$ 392 em espécie e um molho de chaves utilizado para a abertura dos maquinários(foto: PMDF/Divulgação)
No local foram apreendidos oito máquinas de jogos, R$ 392 em espécie e um molho de chaves utilizado para a abertura dos maquinários (foto: PMDF/Divulgação)
A Polícia Militar desarticulou uma casa que funcionava clandestinamente como bingo eletrônico, em Águas Claras.  Os militares chegaram ao local por meio de denúncia anônima. 

Ao todo, foram apreendidos oito máquinas de jogos, R$ 392 em espécie e um molho de chaves utilizado para a abertura dos maquinários. Assim que a PM chegou na casa, encontrou uma mulher de 42 anos que assumiu ser a responsável pela casa. Nenhum cliente estava no local no momento.
 
À polícia, ela disse ter sido contratada por um desconhecido, via telefone, para trabalhar como recepcionista num apartamento onde funcionavam máquinas de caça-níquel. Pelo serviço, ela receberia R$ 250. Como está desempregada, a mulher contou que entregou currículo em diversos lugares e este contato teria sido resultado de uma das entregas. 
 
As máquinas foram levadas para o Instituto de Criminalística da Polícia Civil (IC/PCDF) para a perícia(foto: PMDF/Divulgação)
As máquinas foram levadas para o Instituto de Criminalística da Polícia Civil (IC/PCDF) para a perícia (foto: PMDF/Divulgação)
 
 
A suspeita foi encaminhada para a 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul), onde prestou depoimento, assinou um termo de compromisso de comparecimento e, em seguida, foi liberada. As máquinas foram levadas para o Instituto de Criminalística da Polícia Civil para a perícia. As apreensões ocorreram na noite de terça-feira (17/9).

Guará

Em junho deste ano, a Polícia Militar fechou uma casa de jogos de azar que funcionava na rua 24 da QE 40 do Guará 2. Os policiais também chegaram ao local por meio de denúncia anônima. Quando a porta foi aberta, encontraram vários caça-níqueis, além de três jogadores. 

As máquinas e o dinheiro dentro delas foram apreendidos e todos os envolvidos levados para a 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), para o registro da ocorrência.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade