Publicidade

Correio Braziliense

Polícia interroga possíveis suspeitos de assassinato de padre da 702 Norte

Os investigadores trabalham com a hipótese de que o crime tenha sido latrocínio, roubo seguido de morte


postado em 22/09/2019 15:25 / atualizado em 22/09/2019 21:41

Investigadores estiveram na cena do crime, na 702 Norte, na manhã deste domingo(foto: Ed Alves/CB/D.A. Press)
Investigadores estiveram na cena do crime, na 702 Norte, na manhã deste domingo (foto: Ed Alves/CB/D.A. Press)
Agentes da 2ª Delegacia de Polícia Civil (Asa Norte) interrogam, na tarde deste domingo (22/9), posíveis suspeitos do assassinato do padre  padre Kazimierz Wojno, 71 anos. Ele foi morto na noite de sábado (21/9) após celebrar uma missa na Paróquia Nossa Senhora da Saúde, localizada na 702 Norte. Os investigadores trabalham com a hipótese de que o crime tenha sido latrocínio — roubo seguido de morte.

 

A Polícia Civil acredita que quatro homens tenham participado do latrocínio. Segundo os investigadores, os criminosos abordaram o padre próximo à obra de reforma da casa paroquial.  

 

 

 

De acordo com o delegado à frente do caso, Laércio Rossetto, os policiais conseguiram imagens de circuitos de segurança que mostram os suspeitos pulando o muro da obra. “O que eu posso afirmar é que de fato aconteceu um latrocínio. Conseguimos filmagens da rua, que estão sendo analisadas, e fazemos perícia no local do crime”, frisou.  

 

O delegado explicou que o crime aconteceu entre 18h40 e 21h40. “O padre foi rendido e amarrado. Nossa suspeita é de que eles (os criminosos) já o aguardavam”, ressaltou o Rossetto. Segundo o delegado, alguns objetos foram deixados para trás no momento da fuga. Esses itens serão encaminhados para perícia.    

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade