Publicidade

Correio Braziliense

Jovem brasiliense de 26 anos está desaparecido há mais de três semanas

A última vez que o estudante Yann Gustavo Martins Caribé Maia entrou em contato com a família foi em 15 de setembro. Ele estava indo para o Vale do Capão, na Chapada Diamantina, na Bahia, mas o último sinal do celular foi registrado no Mato Grosso do Sul


postado em 07/10/2019 11:35 / atualizado em 07/10/2019 11:38

Estudante parou de dar notícias à família há mais de 20 dias(foto: Reprodução/Redes Sociais)
Estudante parou de dar notícias à família há mais de 20 dias (foto: Reprodução/Redes Sociais)
A família de Yann Gustavo Martins Caribé Maia, 26 anos, procura pelo estudante que está desaparecido desde 15 de setembro. O brasiliense seguia viagem de Brumado, na Bahia, para o Vale do Capão, na Chapada Diamantina, onde encontraria com um amigo. Ele viajava sozinho de bicicleta. 

O estudante levava uma vida itinerante e vivia da música. Yann saiu de Brasília em 2018 para cursar filosofia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ele, contudo, trancou a matrícula para viajar pelo país. O jovem já havia passado um período em Minas Gerais, e estava em Vitória da Conquista (BA) quando falou pela última vez com a mãe, Márcia Caribé.
 
A mãe conta que o filho ficava no máximo três dias sem dar notícia. "Logo que a gente entendeu que já tinha tempo demais que ele não entrava em contato, o pai dele foi na delegacia", relatou Márcia. A ocorrência do desaparecimento de Yann foi registrada na 11ª DP (Núcleo Bandeirante), onde Márcia Caribé presta depoimento nesta segunda-feira (7/10).

A família chegou a tentar rastrear o celular de Yann, que indica 16 de setembro como a última vez em que ele visualizou mensagens. A localização, contudo, apontou um local de mata fechada no Mato Grosso do Sul.

Nas redes sociais, a família faz campanha para encontrar Yann. "Meu filho está vivo, eu sei que está", afirmou a mãe. Yann é magro, tem 1,97 de altura, olhos verdes, cabelos escuros e usa barba. Quem tiver qualquer informação sobre o estudante pode entrar em contato pelos números: (61) 99634-6343 ou (61) 3256-5087.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade