Publicidade

Correio Braziliense

''Não vou brecar aumento de ninguém'', diz Bolsonaro sobre policiais do DF

Ao ser questionado pelo presidente do sindicato da Polícia Civil, o presidente disse que só fará equiparação para a corporação se for junto com a PM


postado em 08/10/2019 12:50 / atualizado em 08/10/2019 14:36

(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol), Rodrigo Franco, foi ao Palácio da Alvorada perguntar ao presidente da República sobre o reajuste da corporação na capital. O representante da categoria conseguiu interpelar Jair Bolsonaro, nesta terça-feira (8/10), quando ele falava com apoiadores, e ouviu como resposta que o chefe do Executivo não pretende “brecar o aumento de ninguém".

 

O sindicalista disse que só queria resolver o problema da categoria, que está há 10 anos sem reajuste. "O mesmo percentual para PM e Civil, a gente conversa", disse Bolsonaro. O agente diz que só quer resolver o problema e o presidente da República retruca. “O dinheiro é do fundo. O dinheiro é do fundo. Não vou discutir. Eu não vou brecar aumento de ninguém. Mas, PM e Civil juntas”, afirma.

 

A exigência por equiparação salarial com a Polícia Federal é uma exigência histórica dos policiais civis do DF. Confira o diálogo entre o policial civil e o presidente:

 

Policial civil: Presidente, aqui, ó. policiais civis aqui do DF. Nós estamos há 10 anos aqui sem reajuste.

 

Bolsonaro: Não. Olha só. O mesmo percentual para PM e Civil, a gente conversa. 

 

Policial civil: Não. Tranquilo. A gente quer resolver nosso problema. É que os governos socialistas aqui, deixaram...


Bolsonaro: O dinheiro é do fundo. O dinheiro é do fundo. Não vou discutir. Eu não vou brecar aumento de ninguém. Mas, PM e Civil juntas.

 

Policial civil: Sim, sim. Tranquilo. Nós não somos nada contra, presidente. Nós só queremos resolver o nosso problema.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade