Publicidade

Correio Braziliense

Mulher que ateou fogo na companheira é denunciada por feminicídio

O caso ocorreu em 23 de setembro. Tatiana Luz da Costa Faria, 35 anos, teve 90% do corpo queimado e chegou a ser levada ao hospital com vida, mas não resistiu aos ferimentos


postado em 10/10/2019 17:44 / atualizado em 10/10/2019 17:49

Wanessa chegou a alegar à Polícia que o sofá da casa pegou fogo por acidente(foto: CBMDF/Divulgação)
Wanessa chegou a alegar à Polícia que o sofá da casa pegou fogo por acidente (foto: CBMDF/Divulgação)
O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) denunciou Wanessa Pereira de Souza, 34 anos, por feminicídio, após ela ter ateado fogo na casa em que residia com Tatiana Luz da Costa Faria, 35, em Santa Maria. No dia do incêndio, a vítima chegou a ser transportada ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran) com vida, mas não resistiu e morreu em 30 de setembro.
 
Na apuração inicial, Wanessa alegou aos agentes da 33° Delegacia de Polícia (Santa Maria) que o sofá da residência pegou fogo por acidente. Entretanto, no celular de Tatiana, havia mensagens da companheira ameaçando-a de morte. 
 
Segundo a 1ª Promotoria de Justiça Criminal e Tribunal do Júri de Santa Maria, o crime ocorreu por razões da condição do sexo feminino em contexto de violência doméstica, por isso foi classificado como feminicídio. A denúncia também traz outras duas acusações: crueldade pelo emprego de fogo e torpeza. Caso seja condenada, Wanessa pode pegar entre 12 e 30 anos de prisão. 
 

Entenda o caso

O incêndio ocorreu em 23 de setembro. Quando o Corpo de Bombeiros chegou à residência, na QR 300 de Santa Maria, encontrou duas mulheres feridas. Tatiana estava com queimaduras em 90% do corpo, e Wanessa tinha 40% do corpo ferido pelas chamas. No local, havia um sofá e outros utensílios danificados. No imóvel, foi encontrado um recipiente com álcool. As vítimas foram levadas para o Hospital Regional da Asa Norte (Hran), mas Tatiana não resistiu e morreu em 30 de setembro. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade