Publicidade

Correio Braziliense

Morre motorista atingido por carro na contra-mão no Eixão

Jovem de 25 anos estava em coma induzido desde a data do acidente, na última quarta-feira (16/10)


postado em 19/10/2019 00:14

(foto: Amaro Junior/CB/D.A Press)
(foto: Amaro Junior/CB/D.A Press)
O motociclista Yago Junio Caetano, de 25 anos, atingido por um carro na contra-mão no Eixão Sul na última quarta-feira, faleceu na noite desta sexta-feira (18/10). 

O jovem estava a trabalho próximo ao Banco Central de Brasília, quando foi atingido por volta de 9h15, por um condutor de 20 anos, que estava sem habilitação e que teria dormido ao volante.

Yago teve várias lesões e fraturas pelo corpo e foi levado ao Hospital de Base de Brasília. Ele passou por três cirurgias, uma no ombro, uma na perna e uma na bacia, e estava em estado de coma induzido desde a data do acidente.

Segundo a esposa do motociclista, a direção do hospital informou que nesta sexta, devido a um inchaço cerebral, ele não resistiu aos ferimos e morreu.

A vítima deixa o filho, Arthur, de 1 ano e 11 meses, e a esposa, Daniele Ferreira da Costa. Ela afirma que agora, aguarda justiça. “Esse rapaz deixou nossa família desestruturada! Sem chão! Não sei como vai ser eu e meu filho que agora em novembro completa dois aninhos. A mãe do Yago, a irmã dele, estamos todas desamparadas”, desabafou.

No trabalho, colegas também lamentaram a morte de Yago. “O Yago era um companheiro de trabalho muito dedicado. Ele planejava deixar a moto e se tornar câmera-man em breve, tanto que essa semana ele iria tirar a licença para ser auxiliar de câmera, mas infelizmente, por uma irresponsabilidade de uma pessoa que não poderia estar nas ruas dirigindo, isso não será possível. Eu e todos os colegas dele esperamos que a polícia siga nas investigações e que o causador dessa tragédia pague pelo grave erro que cometeu”, disse um colega de trabalho que preferiu não se identificar.

O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade