Publicidade

Correio Braziliense

Mais de 60 postos funcionam neste sábado para vacinação contra o sarampo

Nos últimos 90 dias, foram confirmadas 13 mortes decorrentes do sarampo no Brasil, sete delas de crianças com até 5 anos


postado em 19/10/2019 07:00

Dose também garante proteção contra a caxumba e rubéola(foto: Marcelo Camargo/Agencia Brasil)
Dose também garante proteção contra a caxumba e rubéola (foto: Marcelo Camargo/Agencia Brasil)
Sessenta e três postos de saúde abrem neste sábado (19/10) em todo o Distrito Federal por conta do Dia D de vacinação contra o sarampo, campanha nacional do Ministério da Saúde para imunizar os que têm maiores riscos de complicações com a doença.

Nos últimos 90 dias, foram confirmadas 13 mortes decorrentes do sarampo no Brasil, sete delas de crianças com até 5 anos. Ao todo, 6.192 casos foram diagnosticados em todo o território nesse período — três no DF, todos adultos.

Apesar do número baixo em comparação com outras cidades, Brasília ainda está com a meta de vacinação infantil abaixo do esperado. Até agosto, a cobertura vacinal contra o sarampo era de 87%, quando o ideal é 95%. A gerente da Imunização da Secretaria de Saúde, Renata Brandão, afirma que há a expectativa de melhora desse quadro com a campanha deste sábado (19/10).

“É importante que a população se sensibilize e procure os postos de vacinação. Aproveite que é sábado, que as unidades vão funcionar”, aconselha a especialista. “O sarampo é uma doença altamente contagiosa, e a única maneira de a gente conseguir prevenir é com a vacina. As crianças são vulneráveis, formam o grupo com o maior número de óbitos”, completa.

A vacina que será aplicada neste sábado (19/10) é a tríplice viral, que também protege contra a caxumba e a rubéola. A campanha não altera o calendário normal de vacinação, então se a criança estiver com as vacinas em dia, não precisa tomar a dose. No entanto, a recomendação é que os pais levem os pequenos aos postos de saúde com o cartão de vacina, para que cada caso seja analisado individualmente por um profissional.

O analista de sistemas Pedro Cabral, 26 anos, é um dos pais que se programou para levar a filha, Eva Cabral, 2 anos, para ser imunizada. Apesar de sempre acompanhar o calendário de vacinação da menina, ele irá com ela ao posto para ter certeza se ela precisa da proteção. “Eu acho o sarampo uma doença bem chata e pesada, ainda mais para crianças, então a gente vai levar a Eva. Caso ela não precise tomar quando chegar lá, beleza. Mas acho importante ter esse cuidado”, afirma.

A campanha nacional é exclusiva para as crianças de 6 meses a menores de 5 anos. As demais faixas etárias, jovens e adultos também têm direito à proteção, mas devem ir aos postos em dias úteis, de acordo com o atendimento de cada local. A tríplice viral não é recomendada para gestantes.

*Estagiária sob supervisão de Marina Mercante

Programe-se

Dia D de vacinação contra o sarampo
Sábado (19/10)
Das 8h às 17h
Em 63 postos de saúde do DF (ver lista no site https://bit.ly/2BnXHzX)
Público-alvo: crianças de 6 meses a menores de 5 anos

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade