Cidades

Caso Noélia: polícia cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão

A Polícia Civil não deu informações sobre o alvo dos mandados. Desde segunda-feira, a corporação suspendeu qualquer tipo de entrevista relacionada à morte da vendedora Noélia Oliveira

Walder Galvão, Sarah Peres
postado em 24/10/2019 13:22
Noélia, vendedora assassinada em Brasília -  (foto: Reprodução)
Noélia, vendedora assassinada em Brasília - (foto: Reprodução)
[FOTO1]Agentes da 38; Delegacia de Polícia (Vicente Pires) cumpriram um mandado de prisão e outro de busca e apreensão contra suposto envolvido no assassinato da vendedora Noélia Rodrigues de Oliveira, 38 anos. A ação policial aconteceu na manhã desta quinta-feira (24/10).

A Polícia Civil, no entanto, não forneceu mais detalhes sobre o suspeito. Na segunda-feira (21/10), a corporação suspendeu qualquer tipo de entrevista relacionada ao caso.

Noélia foi encontrada morta na Colônia Agrícola 26 de Setembro na sexta-feira passada (18/10). O corpo dela apresentava uma marca de tiro no rosto e sinais de luta corporal. Moradora do Sol Nascente, ela não era vista nem falava com a família desde a noite anterior, após sair do shopping onde trabalhava, na Asa Norte.

O marido de Noélia, Marcos Paulo, com quem ela era casada havia mais de 10 anos, registrou ocorrência do desaparecimento da esposa na 5; Delegacia de Polícia (Área Central). Na noite do desaparecimento, ele conversou por chamada de vídeo com a vendedora pouco antes de ela não ser mais vista.

Ele relatou aos investigadores que, desde as 22h23 de quinta-feira (17/10), Noélia não retornou mais ligações ou mensagens. Foi Marcos quem realizou o reconhecimento do corpo de Noélia e, no dia 19, passou a colaborar com a polícia na investigação.

Vídeo mostra a vendedora

[SAIBAMAIS]Uma fonte policial relatou ao Correio que a 38; DP conseguiu um vídeo que mostra a vendedora seguindo do shopping, no início da Asa Norte, e caminhando até o Eixo Monumental.

No percurso, é possível ver dois carros se aproximando da vítima, que, aparentemente, se esconde atrás de uma moita. Devido à baixa qualidade das imagens, não é possível identificar os automóveis nem se algum deles parou para que a vendedora entrasse.

[FOTO1481489]

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação