Publicidade

Correio Braziliense

Homem é condenado por mandar matar rival na venda de lotes irregulares

Sérgio de Oliveira, conhecido como Sérgio da Hilux, cumprirá pena de 16 anos e 6 meses em regime fechado


postado em 11/11/2019 19:08 / atualizado em 11/11/2019 19:12

Crime aconteceu em 2015, no Sol Nascente(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
Crime aconteceu em 2015, no Sol Nascente (foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
Sérgio Rolim de Oliveira, conhecido como Sérgio da Hilux, foi condenado a 16 anos e 6 meses de prisão pelo homicídio duplamente qualificado de Tony Carlos de Azevedo Amâncio. O julgamento foi concluído na sexta-feira (8/11). O acusado cumprirá a pena, inicialmente, em regime fechado.
 
O crime aconteceu em 4 de janeiro de 2015. Tony foi morto a tiros na QNP 5, em Ceilândia. Segundo as investigações, Sérgio foi o mandante do assassinato. Os dois disputavam a venda de lotes irregulares no Setor Sol Nascente.

Os jurados aceitaram os argumentos apresentados pela Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Ceilândia, de que o homicídio teve motivo torpe e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima. O suspeito já havia sido condenado pelo assassinato da esposa e da filha de Tony, de 3 anos. O crime ocorreu em 30 de abril de 2015 e também estava relacionado à disputa pelo comércio ilegal de terrenos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade