Publicidade

Correio Braziliense

Alunos do CEF Queima Lençol ficam sem aula na manhã de segunda-feira

Mais de 600 estudantes enfrentam dificuldades para assistir às aulas por causa de danos no teto do colégio. Desta vez, problema foi com transporte


postado em 18/11/2019 12:28 / atualizado em 18/11/2019 12:28

Uma chuva destelhou o Centro de Ensino Fundamental Queima Lençol em 7/11. Aulas no local estavam suspensas, e deveriam ter sido retomadas nesta segunda-feira (18/11), se não fosse a falha no tranporte(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
Uma chuva destelhou o Centro de Ensino Fundamental Queima Lençol em 7/11. Aulas no local estavam suspensas, e deveriam ter sido retomadas nesta segunda-feira (18/11), se não fosse a falha no tranporte (foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
Onze dias se passaram desde a forte chuva que destelhou o Centro de Ensino Fundamental (CEF) Queima Lençol, na área rural da Fercal, e a escola continua sem aulas. Parte dos estudantes voltaria a frequentar a escola nesta segunda-feira (18/11), mas não conseguiu devido a um problema de transporte: os ônibus escolares não passaram no início da manhã.

Como alternativa enquanto os reparos no telhado na escola não terminam, a Secretaria de Educação havia determinado que os alunos do 4º, 5º, 8º e 9º anos do ensino fundamental seguissem com o calendário escolar no CEF 9, em Sobradinho, enquanto os do 6º e 7º ano tivessem aulas em um dos blocos do CEF Queima Lençol.

A falta de ônibus escolares, no entanto, afetou os estudantes que passaram a estudar provisoriamente no CEF 9. Luciana Costa, 39 anos, mora perto a um dos pontos em que os alunos aguardam pelo ônibus, na Avenida Principal da região do Bananal, na mesma cidade, e conta que estudantes ficaram esperando pelo transporte, sem saber que o ônibus não passaria. "Hoje, não passou nenhum ônibus. Os alunos ficaram na parada esperando", lamentou. 
 
Em nota oficial, a Secretaria de Educação pediu desculpas às famílias e aos estudantes do CEF Queima Lençol e informou que técnicos do governo foram até a escola no fim de semana e constataram que o local ainda não pôde ser totalmente reparado.

A assessoria de Comunicação da Secretaria de Educação ainda não respondeu ao Correio sobre o que motivou a falha no transporte, mas adiantou que o transporte será normalizado à tarde. Ainda hoje, será divulgado se os alunos do 6º e 7º ano poderão voltar para o prédio do Queima Lençol, como estava previsto, ou se também deverão ser transferidos temporariamente para outro colégio.

Por causa dos problemas, as aulas no CEF Queima Lençol deverão ser estendidas até 20 de dezembro. No total, a escola tem 678 alunos.
 
*Estagiária sob supervisão de Guilherme Goulart 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade