Publicidade

Correio Braziliense

Homem morre após ter o pênis extirpado; suspeitos estão foragidos

José Anchieta foi atacado em casa, com um amigo, na Chácara 7 do Sol Nascente. Ele sangrou até a morte. O colega conseguiu fugir


postado em 18/11/2019 18:25 / atualizado em 18/11/2019 18:52

23ª DP (P Sul) investiga o caso(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
23ª DP (P Sul) investiga o caso (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Um sapateiro morreu na madrugada desta segunda-feira (18/11), após ser espancado, esfaqueado, e ter o órgão genital extirpado. José Anchieta de Madeiros, 59 anos, foi agredido em casa, na Chácara 7 do Sol Nascente, em Ceilândia. Um amigo dele, de 48 anos, também foi atacado, mas conseguiu fugir. A 23ª Delegacia de Polícia (P Sul) investiga o caso. 
 
Segundo apuração inicial, José e o colega estavam na residência, quando dois homens invadiram o local, armados com facas. Eles renderam as vítimas e as espancaram. Consta na ocorrência que as agressões foram tantas que o chão da sala ficou completamente ensanguentado. 
 
Os homens foram obrigados a sair do imóvel e, na rua, levaram diversas facadas. José teve o órgão genital arrancado e sangrou no chão até a morte. O amigo dele conseguiu fugir em meio às agressões e buscou ajuda no Hospital Regional de Ceilândia (HRC). O homem levou golpes nas costas, na barriga e no braço. Ele precisou ficar internado até o início da tarde desta segunda-feira (18/11). 
 
Após receber alta, o sobrevivente compareceu à 23ª DP, para auxiliar nas investigações. Contudo, não deu detalhes sobre os suspeitos ou quanto à motivação do crime. "Informações preliminares indicam que José e o sobrevivente mostravam os órgãos genitais para crianças do Sol Nascente. Mas não podemos confirmar se o relato é verdadeiro ou não. Por outro lado, o homem que fugiu não colaborou muito quando veio do hospital para a delegacia. Disse que não conseguiria identificar os suspeitos", destaca o delegado adjunto Maurício Iacozzilli.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade