Publicidade

Correio Braziliense

Cirurgiões de Brasília fazem mutirão para corrigir ginecomastia

Em força-tarefa nesta terça-feira (19/11), cirurgiões plásticos de Brasília vão operar gratuitamente 20 homens para corrigir a ginecomastia, aumento das mamas devido a distúrbios hormonais. Pacientes foram escolhidos com base em lista de espera do SUS


postado em 19/11/2019 06:00

Equipe médica durante cirurgia de retirada de tecido mamário masculino: procedimento dura em média de uma a duas horas (foto: SBCP/Ideah)
Equipe médica durante cirurgia de retirada de tecido mamário masculino: procedimento dura em média de uma a duas horas (foto: SBCP/Ideah)
Vinte homens serão beneficiados com a cirurgia de ginecomastia em um mutirão promovido nesta terça-feira (19/11) pela Fundação Instituto para o Desenvolvimento do Ensino e Ação Humanitária da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP/Ideah). Os procedimentos ocorrerão no Hospital Regional da Asa Norte (Hran) e no Instituto Capital Brasil, centro clínico particular localizado no Lago Sul.

Os pacientes que serão atendidos estão na lista de espera do Sistema Único de Saúde (SUS). Eles foram escolhidos com base na renda e no quadro de volume mamário. No total, 15 cirurgiões plásticos do corpo médico de Brasília estarão à disposição para operá-los. O procedimento tem duração média de uma a duas horas. “Essa cirurgia é de extrema importância para a população masculina, uma vez que a alteração na glândula mamária gera um constrangimento do ponto de vista psicológico, social e até na questão do vestuário”, ressalta o presidente da Ideah, Luciano Chaves.

Segundo a Secretaria de Saúde, três hospitais públicos realizam esse tipo de procedimento no Distrito Federal: o Hran, o Hospital Regional de Taguatinga (HRT) e o Hospital de Sobradinho. Ainda de acordo com a pasta, cerca de 100 pacientes aguardam na fila para serem operados. Quem opta por clínicas particulares tem de desembolsar entre R$ 3,5 mil e R$ 17 mil, dependendo do grau da enfermidade.

Há uma década, Vinícius Dantas, 26 anos, sofre com o problema de ginecomastia. Nesta terça-feira (19/11), ele será operado durante o mutirão. O professor de inglês foi um dos 20 contemplados para realizar o procedimento cirúrgico. “É o início de uma nova etapa na minha vida. Essa cirurgia significa uma mudança, principalmente na minha autoestima”, destaca.

Sem condições para pagar a operação em um hospital particular, Vinícius está na lista de espera para a operação desde setembro no Hran. “Durante muitos anos, me privei de fazer as coisas que gosto, como ficar sem blusa na praia ou ir para a piscina. Tenho o sonho de ser cantor, mas me aprisionei e não segui em frente por conta desse problema. Agora, quero tentar passar para as pessoas um Vinícius mais seguro de si e autoconfiante.”

Além da estética

Segundo o cirurgião e membro titular da SBCP, Luís Gonzaga Magalhães, a ginecomastia é um problema frequente entre obesos e entre adolescentes no período da puberdade. “Além da questão da estética, tem a deformidade na glândula mamária. Em algumas situações, essa disfunção ocorre pelo uso de anabolizantes. Nesses casos, o problema pode se agravar e até ocasionar um câncer de fígado”, explica.

Para o médico Luciano Chaves, quando a ginecomastia acomete homens acima de 50 anos, o cuidado deve ser redobrado. “É uma situação diferente e pode estar ligada a um câncer de mama. O ideal é consultar um profissional da saúde o mais rápido possível”, orienta.

Novembro Azul

A ação humanitária da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica faz alusão à campanha Novembro Azul, mês destinado à prevenção e ao tratamento do câncer de próstata. O objetivo é sensibilizar a população masculina sobre os exames preventivos da doença. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não melanoma). Em 2018, foram notificados mais de 68 mil casos no país. 

Em função disso, equipes da Secretaria de Saúde têm intensificado os atendimentos. A ação mais recente foi na terça-feira, quando os homens puderam se consultar em uma tenda instalada no Setor de Oficinas do Guará 2. Alguns serviços prestados foram aferição de pressão arterial e glicemia, testes rápidos de hepatite e de HIV, além de exames de sangue para detectar o câncer de próstata. Segundo a pasta, as ações permanecerão até o fim do mês e contemplarão todas as regionais de saúde.

Inchaço

Excesso de tecido mamário em homens. As causas incluem puberdade, envelhecimento, medicamentos e condições de saúde que afetam os hormônios. Os sintomas principais são inchaço e sensibilidade nas mamas.

DF recebe congresso

A capital federal sediará, desta quarta-feira (20/11) até sábado, o 56° Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica. O evento ocorrerá no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB) e abordará novidades e caminhos para a cirurgia plástica. Entre os temas a serem discutidos estão orientações e mudanças na prática do implante, rinoplastia de preservação e reconstrução mamária. Cerca de 3 mil cirurgiões brasileiros e estrangeiros devem participar. Os conteúdos serão ministrados por mais de 300 palestrantes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade