Publicidade

Correio Braziliense

Natal Seguro: PCDF lança operação para combater roubos no fim do ano

Polícia Civil deu início à Operação Natal Seguro, com intuito de combater roubos na época de pagamento do 13º e das compras natalinas. Ação começou na última sexta-feira e segue até 24 de dezembro, aos finais de semana


postado em 22/11/2019 06:00

Diretor do DPC, Jeferson Lisboa Gimenez apresenta arma de uso restrito apreendida na Operação(foto: Caroline Cintra/CB/D.A Press)
Diretor do DPC, Jeferson Lisboa Gimenez apresenta arma de uso restrito apreendida na Operação (foto: Caroline Cintra/CB/D.A Press)
Ceilândia, Gama, Recanto das Emas, Samambaia e Santa Maria foram as primeiras regiões a receber a Operação Natal Seguro da Polícia Civil.  A ação visa diminuir os índices de criminalidade no fim do ano, período em que a população recebe mais dinheiro, devido ao pagamento do 13° salário, e frequenta mais os comércios da cidade. A estimativa do Sindicato do Comércio Varejista do Distrito Federal (Sindivarejista) é de que o benefício injete R$ 8 bilhões na economia local.

A operação começou na sexta-feira da semana passada e será realizada até a véspera do Natal, em 24 de dezembro, em todas as regiões do DF, às sextas-feiras, aos sábados e aos domingos. Por dia, atuarão 90 policiais, totalizando 270 agentes da Polícia Civil por fim de semana. A partir de 30 de novembro o número será maior. O intuito da corporação é empregar mais policiais na ação no próximo mês.

Na avaliação do diretor do Departamento de Polícia Circunscricional (DPC), Jeferson Lisboa Gimenez, o início da operação foi um sucesso, com abordagem superior a 400 pessoas e veículos. Houve prisões por homicídio, receptação de aparelhos celulares e por posse de arma de fogo — entre elas uma calibre .40, que é de uso restrito. Além disso, foram presas pessoas que cumpriam pena domiciliar e apreendidos menores com mandados de busca e apreensão em aberto.

“Ainda não temos o balanço do primeiro fim de semana da operação, mas Ceilândia foi a cidade com mais prisões. Estivemos lá na sexta-feira, quando teve uma queda de energia (devido a um incêndio em uma subestação da CEB). A população agradeceu muito, porque se sentiu segura. As pessoas estavam no escuro, e muitas ocorrências poderiam acontecer naquele momento”, disse o delegado.

Jefferson ressaltou que todas as regiões do DF receberão a operação. Em média, seis delegacias atuarão por dia, com uma equipe de cinco policiais, cada, e um delegado coordenando. “Nosso foco será maior em cidades com alto índice de violência, mas a operação será em todas elas. O intuito é reduzir os crimes patrimoniais e contra a vida”, destacou.

Tráfico de drogas

De acordo com o delegado, um dos crimes que contribuem para o aumento dessas ocorrências é o tráfico de drogas. De 1º de janeiro até esta quinta-feira (21/11), 1.235 pessoas foram presas por comércio ilegal de entorpecentes. No mesmo período do ano passado, foram 867. Em todo 2018, a polícia deteve 910 traficantes.

“É importante a gente dizer que não é o tráfico de drogas que está crescendo. Nós que temos combatido mais ele”, ressaltou o delegado. “Até o fim da operação vamos divulgar os balanços gerais de apreensões. Essa operação acontece todos os anos, mas esta é a primeira vez que ela ocorre nesses moldes e com essa quantidade de policiais”, completou. A Operação Natal Seguro é coordenada pela Polícia Civil, conta com o apoio das 31 delegacias circunscricionais e ocorrerá às sextas e aos sábados, das 20h às 2h, e aos domingos, das 18h à 0h.

Fique atento

» Dicas para evitar roubos no fim de ano
» Não andar com o celular na mão
» Tomar cuidado ao ir ao banco
» Observar se tem alguém olhando enquanto faz transação bancária
» Guardar o dinheiro em lugar seguro
» Evitar frequentar lugares muito movimentados e escuros com quantia alta em dinheiro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade