Publicidade

Correio Braziliense

Suspeito de bater, amarrar e jogar motorista de aplicativo em rio é preso

O crime ocorreu em setembro, em Ceilândia. Depois de espancar a vitima para obter a senha do cartão, criminosos o amarraram e jogar no rio. Vítima conseguiu se soltar e pedir ajuda


postado em 22/11/2019 08:46 / atualizado em 22/11/2019 14:36

(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press )
(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press )
Agentes da 23ª Delegacia de Polícia (Setor P Sul) prenderam, na manhã desta sexta-feira (22/11), um homem suspeito da tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte) praticada contra um motorista de aplicativo. O caso ocorreu em 15 de setembro, no Sol Nascente. Investigadores chegaram até o jovem, de 20 anos, por meio de digital encontrada no veículo da vítima, durante perícia do Instituto de Medicina Legal (IML) da Polícia Civil. A prisão é temporária. 
 
Segundo o delegado Maurício Iacozzilli, adjunto da 23ª DP, o suspeito e mais três comparsas, ainda não identificados, solicitaram uma corrida por meio de aplicativo de transporte. O motorista de 53 anos buscou o quarteto e seguiu até o Sol Nascente. "Quando ele chegou próximo à Chácara 127 da região, os acusados anunciaram o assalto, utilizando uma faca. A vítima teve de descer do automóvel e foi espancada até passar a senha do cartão de crédito para os criminosos," explica. 
 
Munições encontradas na casa do suspeito(foto: PCDF/Divulgação)
Munições encontradas na casa do suspeito (foto: PCDF/Divulgação)
Após conseguirem o dado bancário e o carro, o quarteto amarrou o motorista usando o cinto e o cardaço dele. "Eles desceram com a vítima até a Cachoeirinha, que fica ali próximo, jogaram o condutor no rio e foram embora, deixando-o para morrer. A sorte é que o motorista conseguiu se soltar e nadou até a beirada. Depois, pediu por ajuda," acrescenta Iacozzilli. 
 
O veículo da vítima foi abandonado no Sol Nascente e localizado um dia após o roubo. Peritos do IML analisaram o automóvel e, assim, conseguiram a digital do suspeito. Agentes da 23ª DP representaram pela prisão dele na Justiça, que concedeu o mandado. O homem acabou detido em casa, onde os policiais encontraram uma espingarda calibre .12 de fabricação caseira, 20 munições de calibre .22, uma balança de precisão e a faca utilizada na tentativa de latrocínio. 
 
A ação desta sexta-feira (22) foi batizada de Operação Táxi Driver, em referência ao filme dirigido por Martin Scorsese e estrelado por Robert De Niro, lançado em 1976. A vítima vai até a 23ª DP para realizar o reconhecimento pessoal do suspeito. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade