Cidades

Remoção de árvores da 410 Norte revolta moradores

Novacap argumenta que a paineira estava sendo atacada por insetos e programa a retirada de outra árvore

Rayssa Brito*
postado em 02/01/2020 15:52
Árvore derrubada na  410 Norte revoltou moradores, que queriam apenas uma podaA remoção de uma árvore e o possível corte de outra têm causado atrito entre os moradores da 410 Norte e a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). Enquanto a população defende a manutenção da planta, a Novacap afirma que ela oferece risco a quem vive no local.

Síndico do Bloco D, Allan Ferreira, 59 anos, afirma que a paineira é antiga, mas aparenta ser saudável. "Ela nos oferece muita sombra e flores, mas tem uma fissura. Então, pedimos uma poda para que fosse diminuído o peso e a árvore ficasse estável, sem perigo de cair", conta.

Allan diz que a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) enviou um laudo afirmando que a árvore oferece risco e, por isso, precisava ser cortada. "No laudo não utilizaram um aparelho de ultrassom para verificar a profundidade da fissura. Quando questionamos, disseram que o aparelho deles está estragado", relata.
"Eles vão voltar para cortar uma que está em frente ao nosso bloco. Disseram que não cortaram ainda porque não têm equipamentos seguros, devido ao tamanho da árvore", acrescenta o síndico.
Para ele, o problema é que o laudo não dá certeza da necessidade do corte da árvore. "Estamos tentando fazer um outro laudo com um engenheiro autônomo para ver o que ele diz. Eles cortaram uma outra árvore aqui, na semana passada, com a mesma alegação, mas a árvore estava saudável."
Uma moradora que prefere não ser identificada afirma que o laudo não convenceu os moradores. "O pedido era de 2015, vieram e cortaram. Quando eu vi já tinham passado a motossera", diz. Além disso, a moradora conta que o pedido estava à caneta.

Segundo a moradora, o motivo apresentado pela Novacap para o corte foi que um inseto estava atacando a árvore. "Tem que fazer alguma coisa, não adianta só cortar, tem que fazer algum controle", reclama.

Para ela, a árvore que ainda não cortaram deveria apenas passar por uma poda. "O que a gente quer é um laudo, que mandassem consertar o equipamento para avaliação e que dessem um jeito de controlar os insetos, porque vão cortar essa painera e eles vão para outra", pontua.
Francisco Lima, também morador da 410 Norte, diz que a vizinhança foi surpreendida com a decisão. "Não teve nenhuma informação para a comunidade e a nossa comunidade é muita coesa, com uma prefeitura muito atuante", afirma. Segundo ele, a perda é imensurável e há o risco de cortarem outra paineira que é considerada uma das maiores de Brasília. "A gente quer que se forme uma comissão com especilistas na área para ver como está a saúde dessas árvores", arremata.
A Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) informou nesta quinta-feira (2/12), que os laudos são elaborados por engenheiros florestais. Além disso, disse que sempre que houver necessidade de supressão, o Departamento de Parques e Jardins (DPJ) tem, por obrigação, agir preventivamente para evitar eventuais prejuízos que possam ser causados em decorrência da queda de árvores.
* Estagiária sob supervisão de Vinicius Nader

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação