Cidades

Os primeiros bebês de 2020

Maitê Medeiros e Kauã Henrique de Carvalho são os primeiros brasilienses a nascer em unidades públicas do DF no novo ano. As mães tiveram parto normal no Hospital Universitário de Brasília e no Hospital Regional de Samambaia

postado em 02/01/2020 04:05
Heloísa Leal de Carvalho, mãe de Kauã Henrique:

A queima de fogos mal havia começado na Esplanada dos Ministérios, quando o som do choro de Maitê Medeiros cortou o ar na sala de parto do Hospital Universitário de Brasília (HUB). A menina, de 3,95kg e 51cm, é a primeira bebê de 2020 a nascer na rede pública de saúde do Distrito Federal. À 0h02, ela deixava o útero da mãe, a estudante Lívia Cássia Medeiros, 18 anos. ;Eu achava que ela nasceria no dia 31;, contou. O parto normal durou mais de sete horas. ;Não foi planejado, mas estou muito feliz. Ela chegou bem, saudável e grande. Está mamando.;

A surpresa com a descoberta da gravidez ocorreu no terceiro mês de gestação. ;Eu comecei a enjoar e ter alguns sintomas, mas não acreditei. A menstruação estava atrasada, mas achei que fosse normal. Resolvi fazer o exame em casa e veio o susto;, lembrou.

No início, teve vergonha e até medo de ser expulsa de casa, mas, depois de contar a novidade à família, veio o apoio da mãe, que a acompanhou no parto. A proximidade entre as duas fez com que o nome da criança fosse escolhido pela avó. ;A minha mãe conheceu uma moça chamada Maitê e achou muito bonito;, explicou. O desafio agora será cuidar da bebê sozinha. Lívia é mãe solteira e está na escola, cursando o 1; ano do ensino médio. Moradora de Águas Lindas (GO), a cerca de 50km de Brasília, ela espera concluir os estudos e começar a faculdade de administração. ;Vou dar o máximo de mim para cuidar dela. Quero trabalhar com o que aparecer;, disse.


Surpresa

O ano de 2020 também chegou repleto de alegria para Heloísa Leal de Carvalho, 21. A vendedora, mãe de primeira viagem, recebeu o filho antes do esperado. A previsão dos médicos era de que Kauã Henrique só nasceria em 14 de janeiro, mas ele se adiantou e veio ao mundo à 0h30 de ontem, no Hospital Regional de Samambaia.

Pesando 3,27kg e medindo 49,5cm, Kauã nasceu de parto normal, para o alívio da mãe, que desejava uma recuperação rápida e tranquila. ;Foi uma surpresa muito boa, não estava esperando. Fiquei muito feliz por ele ter vindo no primeiro dia do ano. É muito emocionante. Ano novo de muitas descobertas;, comemorou.

Heloísa começou a sentir contrações na segunda-feira, mas, por causa do trabalho, ela imaginou que se tratasse apenas de desconforto pelo cansaço. Às 18h30 de ontem, as dores se intensificaram e, às 22h, ela deu entrada no hospital. A irmã dela, Jéssica Sousa Teixeira, 27, celebrou a chegada do sobrinho e afilhado. ;É um misto de emoções, mas o que prevalece é o de felicidade. Ainda mais por ela confiar a mim para ser a madrinha;, ressaltou.

Kauã é o segundo filho do cobrador de ônibus Rafael Norberto, 24. O marido de Heloísa acompanhou a mulher no parto e aproveitará a licença paternidade para cuidar do filho por alguns dias. Eles estão casados há dois anos e moram no Recanto das Emas. A escolha do nome do primeiro filho foi compartilhada. ;Eu queria muito Henrique, e o meu marido gosta de Kauã; então, resolvemos colocar os dois;, revelou Heloísa.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação