Cidades

Homem é detido por agredir o filho de 4 anos em São Sebastião

A criança foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Sebastião, mas precisou ser transferida para o Hospital Regional do Paranoá com suspeita de hemorragia na cabeça

postado em 02/01/2020 09:33
Pai agride o filho de quatro anos e depois o leva para o matagal. O homem foi preso em flagranteUm homem, de 28 anos, foi detido pela Polícia Militar após agredir o próprio filho de 4 anos, na noite desta quarta-feira (1;/1), em São Sebastião. A mãe da criança pediu ajuda aos policiais militares que estavam na 30; Delegacia de Polícia (São Sebastião) atendendo uma outra ocorrência.
De acordo com a PM, a mãe relatou que o marido chegou em casa bastante nervoso e bateu a cabeça do filho na parede. Logo em seguida, o homem pegou a criança no colo e informou à esposa que iria para a mata "dar um fim naquilo". Os policiais militares pediram reforço do Batalhão de Policiamento com Cães e do grupo tático operacional.
Quando os policiais chegaram ao local, vizinhos também estavam procurando o homem e a criança no matagal que fica próximo à quadra 7 de São Sebastião. Por ser uma área extensa, negociadores da Polícia Militar ligaram para o celular do suspeito. Após algumas tentativas, o homem atendeu à ligação alterado. De acordo com a corporação, pai e filho estavam escondidos próximo a um córrego, no meio da mata.
A criança foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Sebastião com ferimentos na cabeça, boca, perna direita e com sangramento no nariz. Segundo informações da PM, o menino foi transferido posteriormente para o Hospital Regional do Paranoá, com suspeita de hemorragia na cabeça.
O homem foi detido e encaminhado para a 30; DP (São Sebastião). Ele pode responder pelos crimes de lesão corporal e violência doméstica. De acordo com a Polícia Civil, o homem prestou depoimento e foi liberado. A mãe ainda não prestou depoimento na delegacia. A investigação está em aberto.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação