Cidades

Aeroporto de Brasília operou por instrumentos por causa da chuva

Situação durou 26 horas, entre a tarde de sábado (4/1) e a de domingo (5/1), mas foi normalizada. Houve 12 atrasos computados

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 05/01/2020 16:50
Aeroporto registrou 12 atrasos na manhã deste domingoO tempo chuvoso do Distrito Federal fez com que o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek passasse a operar por instrumentos neste fim de semana, ação que acontece quando a visibilidade das pistas é prejudicada. A operação prejudicou pousos e decolagens de aviões menores e alterou a forma da chegada e partida de aviões maiores entre às 14h de sábado (4/1) e às 16h deste domingo (5/1).

Com a medida, pousos e decolagens foram realizadas com auxílios de apoios luminosos e rádio. De acordo com a Inframerica, isso não afetou o funcionamento geral do aeroporto, que voltou a operar no modo visual, sem instrumentos, às 16h05 de hoje. Alguns voos, porém, registraram atrasos. Neste domingo, até às 13h, a capital recebeu 24 chegadas e 26 partidas de aviões comerciais, com 12 atrasos.

Pesquisa


Os atrasos são raros no Juscelino Kubitschek. Foi isso que concluiu uma pesquisa a consultoria britânica OAG, empresa especializada em aviação. O aeroporto da capital conquistou a 4; posição no ranking mundial de pontualidade na categoria entre 10 e 20 milhões de passageiros por ano.

O levantamento considera o aeroporto como o que mais cumpre os horários no Brasil. Para a consultoria inglesa um voo é considerado pontual quando chegue ao destino ou decole em tempo inferior a 15 minutos da programação.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação