Cidades

Passageiros reclamam de estrutura na Estação Estrada Parque

Novo ponto de embarque e desembarque do metrô começou a operar, em modo experimental, na manhã desta segunda-feira (6/1)

postado em 06/01/2020 10:44
Nova estação deverá atender ao menos 10 mil pessoasComeçou a funcionar, na manhã desta segunda-feira (6/1), a estação de metrô Estrada Parque, localizada entre a Estação Concessionárias, em Águas Claras, e a Estação Praça do Relógio, no centro de Taguatinga.

O funcionamento ainda está em fase de testes para avaliação de operações como catracas, sistema de bilhetagem, paradas e abertura de portas, além dos sistemas de alto falantes e segurança. No entanto, passageiros já podem embarcar e desembarcar.

A reportagem do Correio esteve na nova estação, durante a manhã e ouviu as pessoas sobre a primeira experiência no local.

Para o profissional de Tecnologia da Informação Ubirajara Tanan, 54 anos, a estrutura do Entorno está aquém do necessário. Ele mora em um condomínio a cinco minutos de caminhada da nova estação e optou por embarcar no local para ir ao trabalho, no Setor Bancário Sul. "Está deixando muito a desejar. Só de olhar ali, o número de vagas de estacionamento, é um absurdo. Eu moro aqui na frente. Então, pra mim, é tranquilo. É só uma linha reta. Mas, para o pessoal que mora em ruas onde a distância é ruim para ir pra Estação Concessionárias, provavelmente achará pior ainda vir para cá. Eles têm que atravessar para o outro lado (da Estrada Parque), pegar o viaduto, para então, entrar aqui. Acho que falta muito de estrutura. Parece mais um canteiro de obras. Não lembra uma estação de metrô;, observou.
Moradora do Setor P Norte, em Ceilândia, Ana Machado, 53 anos, trabalha como babá, em Águas Claras. Ela, geralmente, desembarca na Estação Praça do Relógio e caminha por 15 minutos até o trabalho.

Com a primeira experiência, na Estação Estrada Parque, ela ainda avalia o que será mais interessante para sua ida ao serviço. ;Se tivesse uma passagem mais próxima aqui, era mais rápido. Mas não tem. Tenho que contornar pela Estrada Parque para, depois, subir. É uma volta que poderia ser menor;, explica.
Novo ponto de embarque e desembarque do metrô começou a operar, em modo experimental, na manhã desta segunda-feira (6/1)De acordo com a Companhia do Metropolitano (Metrô-DF), ao menos 10 mil pessoas serão atendidas diariamente na nova estação, mas ainda não há previsão de inauguração oficial.

Ainda segundo o Metrô-DF, na área próxima, há cinco faculdades, além de um condomínio onde moram mais de 3 mil pessoas. No total, a obra custou cerca de R$ 2,4 milhões.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação