Publicidade

Correio Braziliense

Filas marcam primeiro dia de embarque para o Entorno na Rodoviária do Plano

Passageiros reclamaram da desorganização. Antiga Rodoviária do Entorno foi fechada por decisão do Executivo local


postado em 06/01/2020 18:43 / atualizado em 06/01/2020 19:50

Embarque dos ônibus do Entorno é feito na plataforma D(foto: Darcianne Diogo/CB/D.A Press)
Embarque dos ônibus do Entorno é feito na plataforma D (foto: Darcianne Diogo/CB/D.A Press)
Longas filas tomaram conta da Rodoviária do Plano Piloto no fim da tarde desta segunda-feira (6/1), em razão da mudança do local de embarque e desembarque das linhas de ônibus do Entorno. 

A antiga Rodoviária do Entorno, o Terminal Metropolitano de Brasília (Edifício Touring), foi fechado por decisão do Executivo local. Por volta das 18h, horário de pico, era comum ver as pessoas perdidas procurando os boxes referente às linhas dos coletivos. 

Boa parte dos passageiros reclamou da mudança e da falta de organização. "Ficou muito mais apertado e tumultuado. O ruim é que não vi ninguém sinalizando ou informando onde estariam os ônibus. Tive que procurar sozinha", disse a auxiliar administrativa Érica Pinheiro, 25, moradora do Valparaíso (GO). 
 
Welden Alves: ''Os ônibus param, mas não tem uma definição para onde eles vão. Você tem que prestar atenção''(foto: Matheus Ferrari/CB/D.A Press)
Welden Alves: ''Os ônibus param, mas não tem uma definição para onde eles vão. Você tem que prestar atenção'' (foto: Matheus Ferrari/CB/D.A Press)
 
 
O problema também foi registrado na manhã desta segunda. Por volta das 10h, Welden Alves, 57, morador da Cidade Ocidental (GO), contou haver uma desordem no local. “Os ônibus param, mas não tem uma definição para onde eles vão. Você tem que prestar atenção. Se não prestar, pega outro ônibus”, afirmou. “Fui descer na Esplanada porque ele (o motorista) não nos deixou aqui na Rodoviária. Disse que não viria até aqui. O pessoal todo reclamou”, acrescentou. 
 
A auxiliar de serviços gerais Elisabeth Henrique Santos, 52, moradora do Friburgo (GO) reclama da falta de organização das filas, mas se diz satisfeita com a mudança. "Lá (Edifício Touring) era bem mais perigoso. Eu não tinha coragem de usar nem o banheiro, porque já ouvimos falar de pessoas assassinadas ali. Então, aqui na Rodoviária do Plano, me sinto mais segura, até pela quantidade de policiais que fazem ronda", diz.  
  
Enquanto esteve no local, a reportagem presenciou equipes do Departamento de Trânsito (Detran) e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). No total, 110 linhas de sete empresas operarão na Rodoviária do Plano e ocuparão 15 boxes da Plataforma D. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade