Publicidade

Correio Braziliense

Vídeo: homem fica soterrado em obra próxima ao Aeroporto de Brasília

Funcionário trabalhava em obra nesta segunda-feira (13/1) e ficou com corpo completamente coberto após deslizamento de terra em vala. A vítima foi socorrida e encaminhada ao Hospital de Base (HBDF), consciente e estável


postado em 13/01/2020 13:04 / atualizado em 13/01/2020 13:49

O funcionário ficou completamente soterrado em vala com aproximadamente 4 metros(foto: Divulgação/CBMDF)
O funcionário ficou completamente soterrado em vala com aproximadamente 4 metros (foto: Divulgação/CBMDF)
Um homem de 40 anos ficou soterrado na vala de uma obra próxima ao setor de concessionária do Aeroporto de Brasília na manhã desta segunda-feira (13/1). A vítima foi socorrida no local com suspeita de fratura na perna direita e encaminhada ao Hospital de Base (HBDF), consciente e estável. Outros dois funcionários conseguiram sair antes de ficarem presos no local.

 

O homem, identificado por Mauro dos Santos Silva, ficou totalmente soterrado em uma altura de aproximadamente 4 metros, enquanto trabalhava em uma vala. Os outros dois funcionários que conseguiram sair do local ajudaram a retirar parte da terra, liberando a cabeça e o peitoral da vítima para que ela pudesse respirar.

De acordo com o major Everton Luiz, no local onde os trabalhadores estavam escavando não havia uma barragem, de placas de madeira ou de algo que sustente a terra e evite o deslizamento dela. "O acidente ocorreu devido a falta de escora no local em que o homem estava", afirmou. 

A ocorrência foi registrada às 9h06 e foram encaminhadas quatro viaturas ao local. Pelo fato não ter escoamento, a construção foi interditada e ficará sob os cuidados da Defesa Civil para autorizar seguimento. 
 
Em nota, a Reveste Engenharia, empresa responsável pela obra, afirma lamentar o ocorrido e diz estar prestando todo apoio à vitima. Além disso, a empresa afirmou tomar as providências recomendadas pela Defesa Civil. 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade