Cidades

Polícia crê em mais vítimas

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 16/01/2020 04:07
Acusado se apresentava como pai de santo em um templo em Águas Lindas (GO)


A Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) investiga se um religioso de 31 anos, preso na última terça-feira, acusado de abusar sexualmente de quatro mulheres, entre elas uma adolescente de 14 anos, fez mais vítimas no Distrito Federal e no Entorno. As denunciantes frequentavam um templo de umbanda em Águas Lindas (GO), onde o homem se apresentava como pai de santo. Segundo as investigações, ele atuava, pelo menos, desde 2016, quando uma das vítimas foi abusada pela primeira vez.

O homem cometia os crimes dentro da própria casa, em Ceilândia. Alegando ser pai de santo, ele atraia as vítimas dizendo que em vidas passadas elas tinham um relacionamento amoroso com o Exu Veludo ; entidade da proteção. Caso não tivessem relação sexual com ele, elas poderia sofrer infortúnios e não ter prosperidade nessa vida.

A delegada-chefe da Deam, Sandra Melo, acredita que possam existir mais vítimas. ;Não descartamos essa possibilidade. A preocupação da Deam é proteger a mulher de todo crime, seja sexual, cibernético. Nossa primeira atitude foi tirar o suspeito de circulação. E queremos deixar claro que, caso outras mulheres tenham sido vítimas, que entrem em contato com a Deam;, ressalta.

Religião

Coordenadora de Políticas de Promoção e Proteção da Diversidade Religiosa da Subsecretaria de Direitos Humanos e Igualdade Racial, Adna Santos, a Mãe Baiana, informou que o homem não é um líder religioso nem pai de santo. Em realidade, trata-se de um Iaô, termo usado para pessoas iniciadas no candomblé. ;Ele se aproveitou do respeito que as pessoas têm pelos pais e mães de santo em Brasília para fazer o que fez.;

Membros da comunidade afro religiosa do grupo Defensores do Axé no DF assinaram juntos uma nota de esclarecimento em que pedem a investigação do caso: ;Nossas entidades não utilizam de práticas abusivas a quem os procuram em busca de conforto espiritual;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação