Publicidade

Correio Braziliense

Mulher é presa pela sétima vez por manter jogos de azar em Águas Claras

A proprietária de uma residência em Águas Claras foi presa por realizar jogos de azar no local. Após se apresenta na 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul), ela foi liberada


postado em 23/01/2020 09:59 / atualizado em 23/01/2020 10:05

 A dona de uma residência com jogos de azar em Águas Claras foi presa pela sétima vez. Após uma denúncia, o Grupamento Tático Operacional da Polícia Militar 37 (Gtop 37) apreendeu no cassino ilegal, localizado na QS 9, lote 8, três máquinas caça-níqueis. No momento, dois homens estavam jogando no local. Todos os envolvidos foram conduzidos para a 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul).
 
Às 20h, militares receberam a denúncia de uma pessoa na rua sobre jogos de azar na residência. A mulher, de 38 anos, se identificou à Polícia Militar (PMDF) como proprietária da casa. Ao entrar, os policiais encontram máquinas de jogos de azar, um estabilizador, cadernos de anotações e R$ 326. 
 
A mulher foi liberada após assinar termo de compromisso de comparecimento em juízo

 
Memória 

A mulher foi presa peo mesmo motivo em 4 de janeiro deste ano. Os militares abordaram um homem em atitude suspeita dentro de um veículo e fizeram a abordagem. Ele estava com uma grande quantidade de dinheiro e confessou que usaria para realizar jogos de azar.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade