Publicidade

Correio Braziliense

Inscrições abertas para a 2ª edição do projeto ''A Escola no Cinema''

Alunos da rede pública de ensino vão assistir a produções do cinema brasileiro. Objetivo é promover a inclusão social dos jovens


postado em 23/01/2020 16:16 / atualizado em 23/01/2020 16:54

Projeto teve início em 2019 e agora vai para a segunda edição(foto: LudimilaBarbosa/SECEC-DF)
Projeto teve início em 2019 e agora vai para a segunda edição (foto: LudimilaBarbosa/SECEC-DF)
A 2ª edição do projeto A Escola no Cinema – Hoje a aula será um filme! está com inscrições abertas para alunos e professores de escolas da rede pública de ensino do Distrito Federal. O projeto leva turmas inteiras de alunos ao cinema para assistir a filmes da cinematografia brasileira. O objetivo é oferecer aos estudantes do DF a oportunidade de vivenciar uma aula enriquecida pela experiência do cinema. 

 

Os longas e curtas metragens selecionados serão exibidos em três sessões diárias, com horários pela manhã, à tarde, e à noite . Além disso, os filmes serão programados de acordo com as faixas etárias: de 4 a 6 anos, de 7 a 9 anos, de 10 a 12 anos e de 13 anos em diante. Os longas escolhidos incluem animações e ficções premiadas. São títulos como “Tito e os Pássaros“, "Peixonauta - O filme", e "Tainá 3 - A origem". 

 

O projeto A Escola no Cinema alcanca diferentes regiões administrativas. As obras foram selecionados para entreter, sensibilizar, e contribuir para a educação dos alunos da rede de ensino do DF, da pré-escola, ensino fundamental, ensino médio e chegando à Educação de Jovens e Adultos (EJA), assim como as escolas de ensino especial. 

 

Além das sessões de cinema, o projeto oferece transporte de ida e volta e lanche para todos os participantes. Nesta edição, são reservadas 15% das vagas para as escolas rurais e escolas de ensino especial do Distrito Federal. As vagas são limitadas a alunos das escolas públicas de Taguatinga, Ceilândia, Recanto das Emas, Santa Maria, Varjão, Cidade Estrutural, São Sebastião, Sobradinho,  Planaltina, Cruzeiro, Guará, Núcleo Bandeirante, Candangolândia, Brazlândia, Gama, Samambaia, Itapoã, Paranoá, Jardim Botânico, Riacho Fundo, Vicente Pires, Águas Claras/Areal e Plano Piloto.

 

A iniciativa é da Associação dos Amigos do Cinema e da Cultura e busca contribuir para a educação e a inclusão cultural de camadas sociais menos favorecidas da sociedade. Os alunos da rede pública têm poucas condições e oportunidades de frequentar cinemas, principalmente devido às limitações financeiras.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade