Publicidade

Correio Braziliense

Quatro são detidos pelo latrocínio de motorista de aplicativo

Entre os suspeitos, está um adolescente. Os agentes encontraram o grupo escondido na Granja do Torto, mesmo local do assassinato. O crime ocorreu na madrugada desta quinta-feira (23/1)


postado em 23/01/2020 17:03 / atualizado em 23/01/2020 21:42

Maurício Cuquejo Sodré foi encontrado morto por moradores do condomínio Boa Esperança 2, na Granja do Torto(foto: Redes Sociais)
Maurício Cuquejo Sodré foi encontrado morto por moradores do condomínio Boa Esperança 2, na Granja do Torto (foto: Redes Sociais)
Agentes da 2° Delegacia de Polícia (Asa Norte) detiveram quatro suspeitos do latrocínio (roubo com morte) do motorista de aplicativo Maurício Cuquejo Sodré, 29 anos. O crime ocorreu na madrugada desta quinta-feira (23/1), na Granja do Torto. 

Entre os suspeitos, está um adolescente. A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) não divulgou informações, como nomes e idades, em decorrência da Lei de Abuso de Autoridade. O quarteto estava escondido também na Granja do Torto, com mochilas prontas para a fuga. Eles foram encaminhados para a 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), para prestarem esclarecimentos sobre o assassinato.
 
De acordo com o delegado-chefe Laércio Rossetto, os três homens confessaram o crime. "Um deles solicitou a corrida pelo aplicativo. O motorista estava na Asa Norte, onde teria pegado um lanche e, depois, seguido para onde o quarteto estava. Quando a vítima chegou, foi rendida e esfaqueada diversas vezes", esclareceu.
 
Maurício levou golpes na parte de trás da cabeça, no lado direito do pescoço, na face, no braço esquerdo e na mão direita. "A vítima foi colocada dentro do porta-malas. Acreditamos que o objetivo deles era desovar o corpo em meio ao matagal. Contudo, o homem que estava dirigindo acabou caindo dentro de um dos buracos, momento em que a água entrou no automóvel", relatou Rossetto. 
 
A polícia também suspeita que após Maurício ter sido tirado do porta-malas, ele foi esfaqueado novamente. Os investigadores aguardam o laudo pericial para confirmar a tese, assim como o motivo da morte. "Eles levaram cerca de R$ 100 e o celular da vítima. A intenção deles em conseguir o dinheiro era consumir mais álcool e drogas, o que fizeram até às 4h", detalhou. 
 

Sobre o caso

Maurício foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (23/1) dentro de uma vala de contenção em uma estrada de terra na região da Granja do Torto. Ele tinha perfurações no rosto, braço e perna. O corpo foi abandonado a poucos metros do carro utilizado nas corridas, um Renault Logan branco.
 
Moradores do condomínio Boa Esperança 2, na Granja do Torto, encontraram a vítima parcialmente submersa em uma vala com água, às 7h. A suspeita é de o que crime foi cometido durante uma corrida, e o corpo tenha sido levado depois ao local. Na região há câmeras de segurança e a polícia vai avaliar as imagens. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade