Publicidade

Correio Braziliense

VÍDEO: Homem é preso por roubos em lojas da Asa Sul

Polícia Civil agora procura comparsas envolvidos nos crimes. Na casa do suspeito, agentes apreenderam telefones, tablets e dinheiro


postado em 24/01/2020 10:48 / atualizado em 24/01/2020 11:50

Ítalo Gomes Medino está preso suspeito de roubos em lojas da Asa Sul(foto: Divulgação / PCDF)
Ítalo Gomes Medino está preso suspeito de roubos em lojas da Asa Sul (foto: Divulgação / PCDF)
Um homem de 24 anos foi preso temporariamente nesta sexta-feira (24/1), suspeito de roubar uma loja na Asa Sul. Em 6 de janeiro deste ano, Ítalo Gomes Medino teria invadido o estabelecimento na 506 Sul. As vítimas reconheceram o homem. Segundo a 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), que investiga o caso, ele ainda é suspeito de outros dois crimes semelhantes.

Em 17 de janeiro, ele teria novamente invadido a mesma loja. No final de dezembro, o roubo aconteceu em um comércio da 516 Sul. Durante as buscas dos agentes na residência dele, os policiais apreenderam dois tablets, uma TV, seis celulares, e R$ 2,3 mil em espécie. 

Um dos telefones encontrados havia sido roubado em 15 de janeiro, em uma loja de um shopping no centro de Brasília. Naquela ocasião, os assaltantes do comércio subtraíram 67 aparelhos de celular. O prejuízo estimado é de 140 mil. 

"O preso faz parte de uma quadrilha especializada que agia armada em diversos comércios. Sabemos que, no mínimo, três pessoas fazem parte do grupo, porque elas são vistas nas imagens de câmeras de segurança", explicou o delegado João de Ataliba.

Com o suspeito, polícia apreendeu telefones, tablets e dinheiro(foto: Alan Rios/CB/D.A Press)
Com o suspeito, polícia apreendeu telefones, tablets e dinheiro (foto: Alan Rios/CB/D.A Press)
Após avaliação técnico-jurídica, a Polícia Civil optou por divulgar a imagem de Ítalo para que outras vítimas ajudem os investigadores a identificar comparsas do preso. Eles utilizavam um Fiat Uno cinza nos crimes, de placa JFF-3431. Qualquer denúncia pode ser realizada de forma anônima pelo 197.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade