Publicidade

Correio Braziliense

Fila de emprego reúne centenas de pessoas em frente ao Mané Garrincha

Entre as vagas disponíveis estão auxiliar de serviços gerais, chefe de limpeza e brigadista


postado em 28/01/2020 08:26 / atualizado em 28/01/2020 14:56

A fila reúne centenas de pessoas, em frente ao Estádio Mané Garrincha, em busca de um emprego(foto: Ed Alves/CB/ DA Press)
A fila reúne centenas de pessoas, em frente ao Estádio Mané Garrincha, em busca de um emprego (foto: Ed Alves/CB/ DA Press)
Centenas de pessoas esperam por uma oportunidade de emprego na manhã desta terça-feira (28/1) numa fila enorme. Os interessados esperam em frente ao Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha para participar de processo seletivo, das 8h às 17h, até quarta-feira (29/1). 

 

Entre as vagas oferecidas estão brigadista, auxiliar de serviços gerais, orientador de fluxo, operador de catraca, vigilante e agente de portaria. O emprego é temporário.

  

De acordo com a Dinâmica Facility, empresa responsável pela seleção, há um limite de atendimento nos dois dias e, caso o interessado não seja contemplado, o cadastro será mantido no banco de talentos. "Em breve faremos um novo processo seletivo", informa, em comunicado. O DF tem 313 mil desempregados, segundo os dados da última Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) da Codeplan. 

 

Moradora do Recanto das Emas, Cleide Freitas, 34 anos, foi a primeira a chegar na fila, às 8h de segunda-feira (27/1)(foto: Lis Cappi/CB/DA Press)
Moradora do Recanto das Emas, Cleide Freitas, 34 anos, foi a primeira a chegar na fila, às 8h de segunda-feira (27/1) (foto: Lis Cappi/CB/DA Press)
Cleide Freitas, 34 anos, foi a primeira a chegar na fila. Moradora do Recanto das Emas, ela veio para o Estádio Nacional às 8h de segunda-feira (27/1). Segundo ela, a precaução — de 24 horas — foi uma aposta para conseguir uma posição. "A disputa é grande para uma vaga de emprego, então, vim mais cedo para garantir uma vaga na concorrência", afirma. Ela espera ser chamada para atuar na área de serviços gerais, e diminuir os 2 meses em que está desempregada.

 

Segundo o gerente-geral da empresa que faz a seleção, Carlos Vilanova, aproximadamente 1,5 mil pessoas foram chamadas para a entrevista desta terça-feira (28/1). As vagas são para funções da modalidade intermitente, para formar um banco de talentos para futuras concorrências que a empresa tentará fazer para atender eventos que ainda serão realizados no Estádio Nacional.

 

"Estamos preparando para futuramente fechar contratos, para isso, precisamos fechar um banco de talentos e estar prontos para prestar serviços no estádio. As contratações serão de acordo com os serviços. Uma pessoa é chamada para vir no dia, trabalha 8 horas, e recebe todos os benefícios, tendo a carteira assinada, conforme as diretrizes", declara. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade