Publicidade

Correio Braziliense

Família confirma morte de professor supostamente envenenado na 410 Norte

O professor teria ingerido um suco oferecido por uma colega de trabalho na última quinta-feira. Ele estava internado desde o dia do ocorrido


postado em 04/02/2020 19:22 / atualizado em 04/02/2020 19:23

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)
Odailton Charles de Albuquerque Silva, 50 anos, professor da rede pública de ensino do DF morreu, na tarde desta terça-feira (4/2) por suspeita de envenenamento. Ele estava internado desde o dia do ocorrido no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). O óbito foi confirmado ao Correio pela família. De acordo com o boletim de ocorrência registrado na 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), o fato teria acontecido na última quinta-feira (30/1), quando o professor ingeriu um suco oferecido por uma colega de trabalho, perto do horário de almoço, no Centro de Ensino Fundamental 410 norte. 

De acordo com o registro, a vítima teria entrado em contato com familiares logo após o ocorrido, por volta de 12h30, contando estar passando mal. A esposa do professor levou à delegacia as vestimentas com vômitos provocados pela bebida para que seja feita a perícia, e possível identificação de substância tóxica. 

Em nota a Secretaria de Educação, informou que lamenta o ocorrido e que aguarda a conclusão das investigações. Os familiares também não quiseram comentar o caso. Segundo Luís Henrique Albuquerque, sobrinho da vítima, a família está reunida no momento, e ainda deverá definir quando e onde será o sepultamento do professor. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade