Publicidade

Correio Braziliense

Homem faz mãe e avó reféns com um machado em casa de Samambaia

O suspeito estava transtornado quando cometeu a ação. Só após a chegada da PMDF ele libertou as familiares, mas se trancou no fundo da residência. Depois, foi detido por equipe do Bope


postado em 10/02/2020 19:10 / atualizado em 10/02/2020 19:41

Militares precisaram negociar com o suspeito para que as mulheres fossem libertadas(foto: PMDF/Divulgação)
Militares precisaram negociar com o suspeito para que as mulheres fossem libertadas (foto: PMDF/Divulgação)
Um homem, de 31 anos, acabou preso em flagrante após manter a própria mãe e a avó reféns em casa, no Cojunto 6 da Quadra 419 de Samambaia Norte. As mulheres passaram momentos de terror ao serem ameaçadas com um machado, durante a tarde desta segunda-feira (10/2). Elas só conseguiram se libertar após uma equipe da Polícia Militar negociar com o suspeito
 
A família foi mantida refém por cerca de uma hora. As mulheres só conseguiram se libertar após uma equipe da Polícia Militar negociar com o suspeito, como explica o major Heberton de Sousa. "Por volta das 15h, recebemos o acionamento que um homem estava transtornado dentro de casa, quebrando objetos e impedindo que os familiares deixassem o local. Aparentemente, ele estava muito transtornado e fora de si, não sabemos de pelo uso de alguma droga ou por ter sofrido algum surto psicótico", esclareceu. 
 
Por causa da situação, a equipe precisou começar uma negociação com o suspeito. "Ele não queria deixar a família sair e ficou, a todo momento, com o machado nas mãos. Depois da conversa, o homem permitiu que a mãe e a avó saíssem da residência. Elas não estavam feridas", afirma. "Depois disso, ele se trancou aos fundos da casa, momento em que uma equipe do Bope foi até o local e assumiu essa parte da negociação", acrescenta.
 
Ainda de acordo com o major, o homem não queria se entregar para a polícia. "Quando não teve mais nenhuma janela de negociação com ele, a equipe adentrou na residência e efetuou a prisão", finaliza. O suspeito passou por exames no Hospital Regional de Samambaia e foi conduzido à 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte).
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade