Publicidade

Correio Braziliense

Assassinato de menina de 2 anos gera comoção em Padre Bernardo

Júlia Felix de Moraes foi morta após ser asfixiada e esfaqueada duas vezes no tórax. A mãe, Laryssa Yasmin Pires de Moraes, 21, confessou o crime e está presa


postado em 14/02/2020 08:36 / atualizado em 14/02/2020 08:37

Em alguns comércios que estão abertos na cidade goiana de Padre Bernardo, o principal assunto entre os moradores é a morte de Julia Félix(foto: Reprodução/Instagram)
Em alguns comércios que estão abertos na cidade goiana de Padre Bernardo, o principal assunto entre os moradores é a morte de Julia Félix (foto: Reprodução/Instagram)
assassinato da pequena Júlia Felix de Moraes, de 2 anos e 2 meses, chocou não apenas o Distrito Federal, mas também o município goiano de Padre Bernardo, cidade natal da criança e da família. O crime ocorreu na manhã de quinta-feira (13/2), em Vicente Pires. A mãe da menina, Laryssa Yasmin Pires de Moraes, 21, confessou o homicídio e está presa. A participação do pai, de 25 anos, está descartada pela polícia. 

Em algumas lojas que estão abertas na cidade na manhã desta sexta-feira (14/2), o principal assunto entre os moradores é a morte de Julia. De acordo com o autônomo Henrique Moreira, 22, a notícia chocou a população local.

"A cidade toda está comovida com o que ocorreu com a Júlia. A avó materna chegou a desmaiar quando recebeu a ligação avisando que a menina tinha sido morta. Não conseguimos entender tamanha brutalidade", afirma. 

Ainda segundo o morador, Laryssa já havia sido expulsa de casa duas vezes, antes de sair definitivamente, em meados de dezembro. "Mesmo assim, não pensaríamos que ela seria capaz de algo assim. Contudo, desde nova, ela estava metida em confusão e estourava muito rápido com as pessoas. Não é à toa que a mãe dela não conseguiu mais lidar com a situação", relata.

A avó materna não queria que Júlia tivesse sido levada por Laryssa. "Ela queria lutar pela guarda da neta, não queria abrir mão da criança", acrescenta Henrique.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade