Publicidade

Correio Braziliense

Motorista de aplicativo escapa de tentativa de assalto em Samambaia

Casal tentou disparar contra a vítima, mas o tiro falhou. Polícia Militar busca os suspeitos


postado em 15/02/2020 11:21 / atualizado em 15/02/2020 11:21

Segundo a Polícia Militar, bala ficou presa no cano do revólver e, por isso, o tiro falhou(foto: PMDF / Dilvulgação)
Segundo a Polícia Militar, bala ficou presa no cano do revólver e, por isso, o tiro falhou (foto: PMDF / Dilvulgação)
Um motorista de aplicativo escapou por pouco de uma tentativa de latrocínio em Samambaia, na noite desta sexta-feira (14/2). Segundo a Polícia Militar, o homem, de 25 anos, recebeu um chamado de uma corrida entre a Vila Dimas, em Taguatinga, e Samambaia, por volta de 22h50. Próximo à QR 612, os passageiros, um casal armado, anunciaram o assalto e mandaram que a vítima deitasse no chão.
 
Nesse momento, um dos assaltantes tentou atirar contra a cabeça do motorista. Contudo, a munição ficou presa no cano do revólver calibre .38, e o disparo falhou. Diante disso, a vítima entrou em luta corporal com um dos suspeitos, um adolescente de 17 anos, conseguindo desarmá-lo. Apesar disso, o casal conseguiu fugir, deixando um aparelho celular para trás.
 
A Polícia Militar identificou a dupla, mas os assaltantes ainda não foram localizados. O rapaz tem passagem por ato infracional análogo ao tráfico de drogas. Os militares apreenderam a arma, além de cinco munições intactas, que foram encaminhadas para a 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte), que irá investigar o caso.

Insegurança

Ao menos quatro motoristas de aplicativo foram assassinados no Distrito Federal neste anoAldenys da Silva, 29 anos, foi encontrado morto às margens da BR-070, em Brazlândia, em direção a Águas Lindas. O caso é investigado pela 19ª Delegacia de Polícia (P Norte - Ceilândia). A suspeita da polícia é de que um jovem de 19 anos teria solicitado uma corrida por aplicativo e, ao tentar roubá-lo o matou. Crime aconteceu em 18 de janeiro.
 
Cinco dias depois, a vítima era Maurício Cuquejo, 29. O corpo dele foi encontrado em uma vala de contenção na Granja do Torto. A vítima tinha perfurações no rosto, braço e perna e foi localizada a poucos metros do carro utilizado nas corridas, um Renault Logan branco. As investigações apontam para homicídio ou latrocínio.  
 
No último domingo (9/2), mais dois motoristas de aplicativo foram assassinados. À noite, a Polícia Militar informou que localizou o corpo de Ângelo Sebastião Ávila, 71 anos, com diversas perfurações de arma branca pelo corpo, entre o Parque Marajó, em Valparaíso (GO), e Alphaville, um distrito de Cristalina (GO). Segundo a corporação, a vítima, que era sargento aposentado da PM, atendeu a uma corrida no Terminal Rodoviário de Sobradinho, com destino ao Parque Marajó. 
 
A outra vítima, Túlio Russel Cesar, 27 anos, foi encontrada morta, junto ao carro que dirigia, em uma estrada de chão no Sol Nascente. Poucas horas depois, a Polícia Civil deteve dois suspeitos, entre eles, um menor de idade. O caso é investigado como latrocínio pela 23ª Delegacia de Polícia (P Sul — Ceilândia).




Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade