Publicidade

Correio Braziliense

Polícia encontra celular de Aldenys, motorista de app morto em janeiro

O aparelho estava com um homem que alegou a polícia ter recebido o item após um acidente de trânsito. Segundo ele, o motorista que bateu em seu carro entregou o celular como "garantia"


postado em 17/02/2020 22:14 / atualizado em 18/02/2020 00:16

(foto: Divulgação Redes Sociais)
(foto: Divulgação Redes Sociais)
A Polícia Civil do Distrito Federal localizou nesta segunda-feira(17/2) em Samambaia o celular de Aldenys da Silva, 29 anos, encontrado morto em janeiro deste ano. O aparelho estava com um homem que alegou ter recebido o item de um motociclista, após um acidente de trânsito. O celular seria uma garantia da dívida da colisão. Ele foi detido e levado à 19ª Delegacia de Polícia (Setor P Norte Ceilândia) onde foi autuado por receptação. 

 

Esta é a terceira prisão do caso de Aldenys. Em 29 de dezembro a polícia prendeu Natanael Pereira Barros, 19 anos, o primeiro suspeito de assassinar o motorista de aplicativo. De acordo com o delegado chefe adjunto Sérgio Bautzer, um morador reconheceu o rapaz após a divulgação de imagens e informou o paradeiro do acusao aos agentes de polícia. Natanael negou participação no crime. Dois dias depois a polícia prendeu o segundo suspeito, um homem de 22 anos. 

 

O motorista de aplicativo estava desaparecido desde o dia 3 e teve o corpo encontrado enrolado em um plástico, às margens da BR 070, em Brazlândia, sentido Águas Lindas de Goiás em 18 de janeiro. Segundo apontou a investigação, Aldenys negociava um lote na QNM 40, Taguatinga Norte quando desapareu. A suspeita da polícia é de que o lote pertencia a Natanael. Após matar o motorista, o acusado teria ido até um posto de gasolina vender o celular da vítima. 

 

As investigações apontaram que eles se conheciam desde novembro de 2019, após o suspeito ter pedido uma corrida por um aplicativo. 

 

 

 

 

O carro de Aldenys, um VW UP preto com a lateral do motorista amassada ainda não foi localizado. O Delegado Sérgio pede para que quem souber do paradeiro deste veículo que entre em contato com o sistema no telefone 197. 

 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade