Publicidade

Correio Braziliense

Irmãos 'Gangue do Falcão' são condenados pelo assassinato de mulher

A dupla espancou e matou Maria da Paz Bruno da Silva em fevereiro de 2018. Em novembro do ano passado eles já haviam sido condenados a 50 anos de prisão por outras duas mortes em Taguatinga Sul


postado em 19/02/2020 20:32 / atualizado em 19/02/2020 21:40

(foto: Kleber Sales/CB/D.A Press)
(foto: Kleber Sales/CB/D.A Press)
Os irmãos Reginaldo Augusto de Laura e  Vagner  Augusto de Laura, conhecidos como “Guangue Falcão”, foram condenados pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), a 27  e 12 anos e 6 meses, respectivamente, pelo espancamento e assassinato de Maria da Paz Bruno da Silva.  A decisão do júri foi tomada nesta terça-feira (18/2). 

O crime ocorreu em fevereiro de 2018, na casa dos criminosos, no Areal. Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) a dupla, acompanhada de um terceiro participante ainda não identificado, convidou a vítima para consumir drogas, mas na verdade, planejavam matar Maria da Paz por suspeitar que ela havia ajudado um grupo rival a armar uma “casinha” para matar Vagner. 

Ao perceber a intenção dos três homens, ela tentou fugir, mas foi agredida e arrastada de joelhos em  via pública. A vítima não resistiu aos ferimentos  e morreu. Os jurados acolheram as qualificadoras sustentadas pelo MP de meio cruel e com recurso que dificultou a defesa da vítima e a superioridade numérica e de forças empregadas contra a vítima, que não teve chance de defesa.
 
Em novembro do ano passado eles já haviam sido condenados a 50 anos de prisão por outras duas mortes em Taguatinga Sul. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade