Publicidade

Correio Braziliense

Menina morre em incêndio em Samambaia. Pai, mãe e 2 crianças ficam feridos

As chamas atingiram a residência onde estava a família. Homem teve 80% do corpo queimado


postado em 23/02/2020 21:47 / atualizado em 23/02/2020 23:06

Cômodo da casa destruído após o incêndio(foto: CBMDF/Divulgação)
Cômodo da casa destruído após o incêndio (foto: CBMDF/Divulgação)
Uma criança de 4 anos morreu na noite deste domingo (23/2) em um incêndio, em Samambaia Norte. As chamas atingiram uma residência da QR 425. O pai, a mãe, um menino de 3 anos e um bebê de 6 meses também estavam na casa e foram encaminhados ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT). 

Ao perceberem as chamas, cerca de 20 vizinhos tentaram ajudar a família, antes da chegada do Corpo de Bombeiros, conforme relatou uma moradora ao Correio, que preferiu não se identificar. "Nós quebramos o cano da caixa d'água (em cima da casa) e o telhado para apagar o incêndio. Conseguimos tirar apenas duas crianças, o bebê e o menino de 3 anos. Quando os bombeiros chegaram, não tinha mais fogo", informou.

Segundo ela, o casal mudou-se para o endereço há um mês. Um outro filho do casal estava na casa da avó, que mora em uma rua paralela. Bombeiros encontraram o corpo da menina de bruços, próximo à porta principal da casa e perto do sofá.

De acordo com a corporação, a mãe, Romaria Pereira da Silva, 31, não estava em casa no momento do incidente e, portanto, não sofreu queimaduras. O pai, Daniel Pereira Lopes, 35, teve 80% do corpo queimado, e o menino de 3 anos, 70%. "A mãe foi informada do ocorrido pelos vizinhos e chegou desesperada ao local", afirmou o tenente Reginaldo Machado. O bebê sofreu queimaduras no rosto e nos braços. 

Uma outra moradora, que também não quis se identificar, informou que era possível ver as chamas de longe. "O fogo estava alto e havia muita gritaria na quadra. O pai saiu com o corpo todo queimado. As mãos estavam em carne viva", relatou. 

A Polícia Civil esteve no local para fazer a perícia. Até a última atualização desta reportagem, as causas do incêndio não tinham sido identificadas. "Muita coisa ficou queimada, como a geladeira, o colchão, o sofá e as estantes. O fogo atingiu a sala, a cozinha e dois quartos. A equipe fez um rescaldo, que é a última fase do incêndio em que apagamos qualquer material incandescente", explicou o tenente.
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade