Publicidade

Correio Braziliense

34ª edição do Rebanhão espera receber 10 mil pessoas nesta segunda-feira

Até o meio-dia, cerca de 3 mil pessoas se concentravam para orar e louvar


postado em 24/02/2020 14:04 / atualizado em 24/02/2020 14:28

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
O tempo fechado e a chuva que se abateu no Plano Piloto na manhã desta segunda-feira (24/2) não atrapalhou a intenção das famílias católicas que escolheram passar um carnaval de fé. Eles se reúnem na Arena Lounge do Estádio Mané Garrincha na 34ª edição do Rebanhão. O evento religioso, iniciado ontem, é gratuito e reúne programação até terça-feira (25/2). Até o meio-dia, cerca de 3 mil pessoas se concentravam para orar e louvar. A expectativa é de que ao longo do dia, passem 10 mil pessoas.

Anderson Porto, da equipe de organização do evento, conta que a programação do Rebanhão é voltada para pessoas de todas as idades. Entre os destaques do dia, está a pregação com o tema “Vencei o mal com o bem” e a Santa Missa às 16h30, com encerramento previsto para 18h30.

Esta edição conta com um novo local. Nos anos anteriores, era realizada no Ginásio Nilson Nelson. “O espaço está mais confortável, a oração flui mais pois estamos com uma estrutura nova que permite que os fiéis fiquem mais unidos”, aponta.

“Percebemos o espírito de Deus nos chamando a orar e a transformar a sociedade. Esse é um carnaval onde se pode refletir sobre a vida, onde se consegue força interior para fazer mudanças e retomar a comunicação com Deus”, explica. Além das orações, ainda há espaços de confissão e feiras de artigos religiosos.

A juventude também marca presença. É o caso das primas Heloísa Sousa, 17 anos e Ariane de Jesus, 22 anos, moradoras de Santa Maria. Desde pequenas, frequentam a reunião. “Desde criança venho. É muito legal. Cada um tem a sua maneira de se divertir. A minha, é estar na presença de Deus, mostrando como o amo. Nunca falhei um ano, desde que nasci”, comentou animada.

Já Ariane pegou o único dia de folga para ir. “Poderia ter escolhido outra coisa para fazer ou ficar em casa descansando, mas estar aqui é uma restauração de vida. Em um dia em que está todo mundo comemorando de outras formas, poder estar aqui é muito edificante. O nosso carnaval é poder estar mais próximo de Deus e demonstrar isso a ele”, concluiu..

34ª Edição do Rebanhão

Serviço: Segunda-feira (24) e Terça-feira (25) - De 7h30 às 18h30

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade