Publicidade

Correio Braziliense

VÍDEO: Briga termina com uma pessoa esfaqueada e outra baleada no Sudoeste

Um casal se desentendeu com um homem, e os três brigaram em um bar do bairro. Segundo apuração da polícia, os três trabalham vigiando carros na região


postado em 24/02/2020 14:08 / atualizado em 24/02/2020 16:03

Após a briga, a mulher envolvida acabou presa, enquanto os dois homens foram encaminhados ao hospital(foto: Maria Baqui/CB/D.A Press)
Após a briga, a mulher envolvida acabou presa, enquanto os dois homens foram encaminhados ao hospital (foto: Maria Baqui/CB/D.A Press)
Uma briga envolvendo três pessoas terminou com uma pessoa baleada e outra ferida a faca, no Sudoeste, no início da tarde desta segunda-feira (24/2).

Segundo informações da Polícia Civil, um casal se desentendeu com um homem, que correu até um bar na Quadra 101. Ali, o homem do casal tentou diversas vezes esfaqueá-lo, atingindo-o ao menos uma vez no abdome. Nesse momento, um policial federal que acabara de estacionar o carro no local, interveio, fazendo o agressor fugir (assista abaixo).



"Vi que estava uma bagunça, cadeiras derrubadas e o casal trocando murros com a vítima. Passei na hora e me identifiquei, e o homem saiu correndo", relatou o policial federal Maxenio Ferrer. 

 

Quatro policiais civis que passavam em uma viatura também viram a cena. "O casal sacou uma faca e saímos em direção para tentarmos pegar", detalhou o delegado-adjunto da 23ª Delegacia de Polícia (Ceilâdia P Sul), Maurício Iacozzili.

"Ao abordarmos o suspeito, ele veio para cima e efetuamos um disparo na mão dele. Ele foi transferido para o Hospital de Base e, em seguida, irá para a delegacia", complementou. O outro homem, ferido a faca, também foi encaminhado ao hospital. A mulher foi detida no local.  

 
"Medo"

A estudante Damares Teixeira, 24 anos, estava almoçando no bar e presenciou o ocorrido. "Vi, primeiro, os dois caras entrando no estabelecimento correndo com a faca e brigando. Depois, apareceu a mulher dando um chute na vítima. Na hora, saí correndo, com medo", relatou. 

O caso ficou sob responsabilidade da 3ª DP (Cruzeiro Velho). Policiais analisarão, ainda, as imagens das câmeras de segurança do bar. "Todos os envolvidos são guardadores de carro e vivem em situação de rua. Se a polícia não estivesse aqui, provavelmente essa vítima poderia vir à óbito", acrescentou o delegado.
 
*Estagiário sob a supervisão de Adriana Bernardes
  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade