Cidades

Eventos com tom político e contra a violência marcam o Dia da Mulher no DF

As manifestações de 8M aconteceu na região central de Brasília, com concentração no Parque da Cidade, e caminhada até o Palácio Buriti . finalizando com o Festival das Mulheres na Torre de TV

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 08/03/2020 10:45
 (foto: Divulgação/8M )
(foto: Divulgação/8M )
As manifestações de 8M aconteceu na região central de Brasília, com concentração no Parque da Cidade, e caminhada até o Palácio Buriti . finalizando com o Festival das Mulheres na Torre de TV
Diversos eventos em comemoração ao Dia da Mulher ocorrem no Distrito Federal neste domingo (8/3). A maioria deles busca alertar alertar a população e combater a violência contra a mulher, ressaltando a busca por direitos e respeito.

Acontecendo pelo país inteiro, as manifestações 8M, trazem, em sua maioria, tom político e de críticas ao governo. No DF, a 8MDF20 acontece desde às 8h, com concentração no Pavilhão do Parque da Cidade, marcha rumo ao Palácio do Buriti e continuação na Torre de TV, no Festival das Mulheres.

O tema do evento é ;Dia Internacional de Luta das Mulheres Pela Vida de Todas as Mulheres: contra o racismo, o machismo e o fascismo;. O festival terá performances de música, dança e poesia, além de rodas de conversa com diversos assuntos que vão desde violência contra a mulher até o autocuidado.
As manifestações de 8M aconteceu na região central de Brasília, com concentração no Parque da Cidade, e caminhada até o Palácio Buriti . finalizando com o Festival das Mulheres na Torre de TV

Cultura

Além dos atos de cunho político, a cidade também está cheia de programações culturais com protagonismo feminino, incluindo peças, rodas de conversa, apresentações musicais e exibição de filmes.

Confira a programação completa no Diversão & Arte.

Caminhada contra o feminicídio

Em Riacho Fundo, a Caminhada contra o feminicídio marca o início das comemorações de aniversário da cidade, que completa 30 anos no dia 13 de março. Mais de 3 mil pessoas eram esperadas para a caminhada, a concentração começou às 8h, em frente ao 28; Batalhão da Polícia Militar. O percurso de 2,5 km passou pelas principais avenidas da cidade, indo até a QN 01, próximo ao Instituto Federal de Brasília (IFB).

A Caminhada contra o feminicídio contou com o apoio da Rede Social do Riacho Fundo I, organização que contempla mais de 40 órgãos públicos e associações da sociedade civil. Entre eles estão Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), 29; Delegacia de Polícia Civil, Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde e Defensoria Pública do DF.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação