Cidades

Dois assassinatos no mesmo dia assustam moradores de Planaltina

Dois assassinatos à faca ocorreram na cidade na terça-feira. Em ambos os casos, corpos foram encontrados em veículos

Darcianne Diogo
postado em 11/03/2020 06:00
A polícia encontrou um corpo em um Voyage azul destruído pelo fogo: caso sob investigaçãoPlanaltina está entre as cidades com o maior número de homicídios registrados neste ano, segundo a Secretaria de Segurança Pública. Em janeiro, houve quatro assassinatos na cidade ; ainda não há dados fechados de fevereiro. E mais dois foram cometidos nesta terça-feira (10/3). Um dos crimes ocorreu no Arapoanga; o outro, próximo ao Morro da Capelinha. O início da semana em Planaltina reforça a violência no Distrito Federal, onde, em menos de 72 horas, dois homens morreram esfaqueados.

O primeiro caso de assassinato em Planaltina ocorreu na madrugada dessa terça-feira. Um homem de 32 anos morreu esfaqueado e teve o corpo abandonado no porta-malas do próprio veículo. Segundo as investigações, Marcos Dione Lopes da Silva bebia na casa de uma amiga, na Quadra 2 B. No local, ele conheceu três homens, de 18, 19 e 41 anos, além de um jovem, de 16. Marcos, então, saiu da residência na companhia dos rapazes. ;Eles resolveram dar uma volta de carro na cidade e procurar um bar. Como não encontraram, decidiram ir para a casa do adolescente;, detalhou o delegado da 31; Delegacia de Polícia (Planaltina), Veluziano de Castro.

Segundo o delegado, um dos homens era o pai do adolescente; o outro, o irmão do rapaz; além de um amigo. Na casa, o menor de 18 anos e a vítima discutiram. A apuração policial aponta que, durante a briga, o garoto pegou uma faca na cozinha para esfaquear a vítima e pediu a ajuda dos outros três suspeitos para segurá-lo. ;O menor deu uma facada no tórax e outra no braço dele, e os outros indivíduos o esganaram. Ainda estamos apurando os detalhes para saber a motivação do crime. Cada um diz uma coisa;, contou o investigador.

Após esfaquear Marcos, o adolescente colocou o corpo no porta-malas do carro da vítima, um Clio preto, e tentou empurrar o veículo, que apresentou falhas no motor. Nesse momento, os outros três acusados fugiram e deixaram o jovem no local. De acordo com o delegado, a mulher da vítima esteve duas vezes na residência onde ocorreu o crime à procura do marido, mas os suspeitos não a deixaram entrar. ;Ela estava preocupada e, quando o menor estava empurrando o veículo, ela chegou próximo e se deparou com o sangue. Ao questioná-lo, ele correu;, acrescentou Veluziano.

A mulher chamou a polícia, que localizou os envolvidos em uma chácara perto da Vila Buritis. O trio foi preso e encaminhado à carceragem da Polícia Civil. Eles responderão por homicídio qualificado (motivo fútil e dificuldade de defesa da vítima), corrupção de menor, ocultação de cadáver e resistência. Apreendido, o adolescente seguiu para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

Perícia

Na manhã desta terça-feira (10/3), outro corpo foi encontrado carbonizado dentro de um carro, um Voyage azul, na pista do Morro da Capelinha. Inicialmente, policiais desconfiaram de que a vítima poderia ser uma mulher, mas agentes da 16; DP (Planaltina) acreditam que se trata de um homem. ;Essa informação será atestada pela perícia. Estamos ouvindo testemunhas para tentar elucidar o caso;, explicou o delegado Ricardo Nascimento. Ao lado do corpo da vítima, investigadores encontraram uma faca. ;Ainda não sabemos a dinâmica do ocorrido. Incendiaram o veículo no intuito de ocultar os vestígios e para atrapalhar as investigações;, destacou. Até o fechamento desta edição, ninguém havia sido preso.

Em nota oficial, a Polícia Militar do DF esclareceu que, desde o começo do ano, equipes do 14; BPM (Planaltina) prenderam 288 pessoas envolvidas em diversos crimes. Também apreenderam 34 armas de fogo. ;O policiamento na região é efetivo, contudo, a reincidência e a legislação penal branda impactam de forma negativa na sensação de segurança;, informou a corporação.

Memória

Vítimas de facadas
Em menos de 72h, dois homens morreram vítimas de esfaqueamento no DF. O primeiro caso foi o de Márcio Ribeiro Rocha Júnior, 28 anos, assassinado com uma facada no tórax na Plataforma Superior da Rodoviária do Plano Piloto. O caso é investigado como latrocínio e, até o fechamento desta edição, ninguém havia sido preso. Outro homem foi vítima de esfaqueamento na noite de domingo. A polícia também investiga o assassinato de um jovem de 29 anos. Igor Alves Viana morreu na madrugada de segunda-feira após ser esfaqueado no abdômen, próximo à passarela da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB). Ninguém foi preso.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação