Cidades

Acusado de estuprar garotas de programa no DF é preso preventivamente

Em um dos casos, após ser violentada, vítima precisou se jogar do carro do suspeito em movimento

Matheus Ferrari
postado em 13/03/2020 20:11
Caso está sob responsabilidade da 6ª Delegacia de Polícia, no ParanoáA Justiça do Distrito Federal decretou a prisão preventiva de um homem de 50 anos acusado de estuprar garotas de programa. Ele estava preso temporariamente desde 11 de fevereiro, quando uma das vítimas procurou a 6; Delegacia de Polícia (Paranoá) para registrar boletim de ocorrência contra ele.

De acordo com a vítima, ela trabalhava na Asa Norte quando foi abordada pelo homem. Os dois combinaram o programa e ela entrou no carro. Porém, ele dirigiu até um matagal próximo ao conjunto habitacional Paranoá Parque, fazendo com que a mulher, com medo, dissesse que desistia do programa.

Nesse momento, ainda segundo o relato da mulher, ele disse que quem mandava era ele e que ela deveria ficar calada. Em seguida, ele forçou a relação sexual, que aconteceu sem o uso de preservativo. De acordo com boletim de ocorrência, o homem ameaçava a mulher dizendo que "se ela não fizesse o que ele estava mandando, iria ver o que aconteceria com ela".
Após o estupro, o agressor teria forçado a mulher a entrar no carro nua e seguido em direção ao Grande Colorado, em Sobradinho. Momentos depois, a mulher pulou do carro em movimento. Ela se feriu no rosto, no braço e teve diversas escoriações pelo corpo. O homem seguiu em frente, sem parar.

A mulher foi socorrida por um outro homem que passava pelo local, que entrou em contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Em seguida, ela foi conduzida ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran), onde foi atendida e medicada.


Reconhecimento

Após o ocorrido, colegas de trabalho da vítima enviaram a foto de um homem que teria feito a mesma coisa com outras garotas de programa. A vítima reconheceu o criminoso.
Segundo a delegada Jane Klébia do Nascimento, da 6; Delegacia de Polícia (Paranoá), o acusado tem "uma imensa ficha criminal;. Ainda de acordo com a delegada, ela está envolvido em 32 inquéritos e 28 termos circunstanciados, por crimes como injúria, lesão corporal, ameaça, estelionato, furto e roubo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação