Publicidade

Correio Braziliense

Medicamento para diabetes chega nesta quinta-feira às unidades de saúde

A rede enfrenta desabastecimento de medicações contra a doença desde outubro do ano passado


postado em 25/03/2020 16:15

(foto: FRANCK FIFE)
(foto: FRANCK FIFE)
Chega às unidades de saúde do Distrito Federal a Gliclazida 60 mg, nesta quinta-feira (26/3). O medicamento cujo nome comercial é Diamicron, utilizado no controle da diabetes tipo 2, estava em falta na rede pública desde o início de janeiro. 

Nesta quarta-feira (25/3), a Secretaria de Saúde do DF recebeu aproximadamente cinco milhões de comprimidos que estão sendo destinados aos Núcleos de Logística Regionais. Eles são responsáveis pelo abastecimento de medicamentos nas unidades de saúde, onde são distribuídos à população. 

Os pacientes portadores de diabetes assistidos pela rede pública vêm enfrentando o desabastecimento desde o ano passado. Em novembro, os estoques de insulina zeraram e, em janeiro deste ano, um importante controlador da doença, a insulina ultrarrápida, não estava disponível. 

O Distrito Federal soma quase 70 mil pessoas com diabetes que dependem da distribuição dos variados tipos de medicação fornecidas pelo SUS. A partir de quinta-feira, os pacientes deverão encaminhar-se às Unidades Básicas de Saúde (UBS) portando documento com foto,o cartão do SUS e receita médica válida para retirada do medicamento.  

Para maior controle da distribuição durante o período de quarentena, a Secretaria de Saúde informou, em nota, que o “objetivo é dispensar uma quantidade maior de remédios a cada usuário, para serem utilizados por mais tempo”. A pasta também afirmou que uma circular foi aprovada para estender a validade das receitas médicas da Gliclazida para até 240 dias.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade