Cidades

Presos passarão por quarentena antes de serem transferidos à Papuda

A ação faz parte de uma das medidas de prevenção para minimizar os riscos de infecção pelo novo coronavírus nas unidades prisionais

Darcianne Diogo
postado em 27/03/2020 16:20
Levantamento da SSP mostra que, entre 1° e 17 de março, 360 internos ingressaram no sistemaA Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe), vinculada à Secretaria de Segurança Pública (SSP), adotou uma série de medidas para minimizar os riscos de infecção pelo novo coronavírus nas unidades prisionais do Distrito Federal.
Os novos presos que serão transferidos ao sistema penitenciário passarão por um período de quarentena antes de serem colocados nas alas. Aqueles que apresentarem sintomas de gripe serão transportados de máscaras.
Segundo a SSP, semanalmente, pessoas presas na capital são encaminhadas ao Centro de Detenção Provisória (CDP) ou à Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF). Antes disso, elas ficam alojadas na Divisão de Controle e Custódia de Presos (DCCP), na sede da Polícia Civil. Levantamento da pasta mostra que, entre 1; e 17 de março, 360 internos ingressaram no sistema. Desses, 337 são homens e 23 são mulheres.

Higienização

A Secretaria esclareceu, ainda, que a limpeza nas celas e em viaturas foi reforçada. Para a higienização, são utilizados sabão em pó e hipoclorito de sódio, componente da água sanitária. ;O sistema também recebeu, nesta semana, 4 mil litros de água sanitária da Câmara de Diretores Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF) e, nesta quinta-feira (26/3), o Sindicato dos Policiais Penais do Distrito Federal (Sindpen-DF) doou 3 mil litros de álcool 70%;, informou a pasta.
Até o momento, o complexo carcerário não apresentou registros de pessoas com suspeitas ou positivo para o novo coronavírus. Em 12 de março, todas as visitas nos presídios foram suspensas. A determinação foi ampliada até esta sexta-feira (27/3) e será reavaliada.

Idosos e saídas temporárias

Todos os presídios, exceto o CDP, que possui local específico para o público, destinaram alas específicas para idosos, considerados pelos órgãos oficiais de saúde como mais vulneráveis.
Na última semana, a Vara de Execuções Penais (VEP) suspendeu as saídas temporárias e o trabalho externo. ;Essa é uma forma de o preso permanecer no mesmo ambiente, conforme orientações de órgãos de saúde que pedem o isolamento social a fim de evitar o contágio (Covid-19);, explicou o subsecretário do Sistema Penitenciário, Adval Cardoso.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação