Cidades

Lar dos Velhinhos conta com equipe de voluntários para seguir funcionando

Sem possibilidade de receberem visitas, os idosos do Lar dos Velhinhos Bezerra de Menezes contam com uma equipe de voluntários para mantê-los fora de risco de contrair a Covid-19, mas precisam de ajuda para manter a instituição

Vinícius Veloso*
postado em 28/03/2020 07:00
A administração do lar organiza atividades ao ar livre para evitar que as notícias sobre o coronavírus gerem ansiedade nos moradores do abrigoO Lar dos Velhinhos Bezerra de Menezes, em Sobradinho, é uma entidade beneficente de assistência social certificada pelo GDF que atende a idosos em regime de longa permanência. Com o atual panorama do país, no qual a doença Covid-19 (causada pelo novo coronavírus) espalha-se com facilidade e tem esse público como grupo de risco, o abrigo entrou em um regime de isolamento.

Grande parte dos idosos que estão em quarentena são dependentes do local, por terem sido resgatados de situações de exclusão social ou por não conseguirem se sustentar. Com a suspensão das visitas e a proibição de saídas, entretanto, os residentes do Lar dos Velhinhos sentem a falta do carinho e do convívio diário enquanto a situação não se normaliza.

A tecnologia dos celulares e tablets, que poderia auxiliar em encontros virtuais por chamada de vídeo, é pouco utilizada. É o que conta a diretora e voluntária Inês Miranda, de 60 anos. ;Contamos com muitos idosos que foram resgatados de situações de rua e que são exclusivamente dependentes do Lar. São alguns poucos que ainda têm o contato familiar e se comunicam por ligações e vídeos, mas estamos sendo cuidadosos com a situação para não aumentar a preocupação.;

Da mesma forma, o local permite que os idosos tenham acesso à televisão, mas, para não aumentar a histeria no ambiente, e como forma de conscientização, o Lar dos Velhinhos propõe reuniões internas e atividades lúdicas para os moradores. ;Temos um musicoterapeuta que realiza exercícios com os idosos e uma fisioterapeuta que trabalha com a parte do humor dos velhinhos com atividades diversificadas. Para diminuir o acesso à televisão e não deixar que a situação fique severa aqui dentro também, estamos instalando caixas de som com música ambiente espalhadas pela casa;, explica a diretora voluntária.

Cuidados
O Lar dos Velhinhos conta com 65 funcionários dentre cuidadores de idosos, pessoal de escritório, recepção, secretaria, cozinha, lavanderia, limpeza, artesãos, operários e profissionais das áreas de administração, fisioterapia, medicina, farmácia, terapia ocupacional, música, nutrição, psicologia, comunicação e serviço social para cuidar dos 70 idosos que moram no local.

Para entrar no ambiente em que se encontram as residências, um procedimento rigoroso de higienização é realizado todos os dias. ;Como essas pessoas precisam entrar e sair diariamente, toda a vestimenta, do pé até a cabeça, é esterilizada na entrada. Após esse processo, os funcionários precisam tomar um banho e vestir o uniforme que está disponível para eles;, conta Inês Miranda. Além disso, o local conta com limpeza diária interna para evitar qualquer possível contágio dos idosos, que são mais vulneráveis ao novo coronavírus.

Doações
O Lar dos Velhinhos precisa de doações de materiais para manter o ambiente seguro para os idosos. Produtos como máscaras descartáveis, luvas de procedimento, álcool 70% (líquido e em gel), papel interfolhado, sabonete líquido e água sanitária podem ser enviados para a instituição como forma de auxiliar na prevenção à Covid-19.

A diretora Inês Miranda ressalta, ainda, que o local também aceita outras doações que possam confortar a situação dos idosos. ;Mimos sempre são bem-vindos, qualquer colaboração ajuda. Por aqui, eles gostam muito de frutas e de pequenas toalhas. São coisas que, no momento, são de difícil acesso.;

Depósitos financeiros também podem ser realizados na conta do Banco do Brasil: Agência 1226-2, Conta corrente 90697-2, CNPJ 00.627.927/0001-56. Mais informações: (61) 3591-3039.

* Estagiário sob a supervisão de Nahima Maciel

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação