Cidades

Justiça pede desospitalização de pacientes de alto risco para o coronavírus

Determinação dá ao DF cinco dias para incluir 127 pacientes com problemas respiratórios internados em hospitais públicos no Programa de Oxigenoterapia Domiciliar da Secretaria de Saúde

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 28/03/2020 09:51

Pacientes hospitalizados podem ser incluídos em Programa de Oxigenoterapia Domiciliar, oferecido pela Secretaria de SaúdeNessa sexta-feira (27/3), a 5; Vara da Fazenda Pública e Saúde Publica determinou que o Distrito Federal tem cinco dias para desospitalizar 127 pacientes com problemas respiratórios (considerados, portanto, de alto risco para o novo coronavírus) internados em hospitais públicos. Eles devem ser incluídos no Programa de Oxigenoterapia Domiciliar oferecido pela Secretaria de Saúde.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o Programa conta com 16 equipes multidisciplinares formadas por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapuetas e assistentes sociais. A Justiã especifica que a desospitalização deve ser feita com fornecimento de equipamento de oxigenoterapia domiciliar (além da instalação na residência e garantia de suprimento dos insumos para manutenção) e auxílio de transporte para deslocamento das unidades onde estão internados.

O DF deve ainda enviar, em 48 horas, o cadastro atualizado da quantidade de pessoas internadas em lista de espera para o Programa de Oxigenoterapia Domiciliar, o nome dos pacientes e a média mensal de novas solicitações e de oferta de vagas disponíveis para o programa. Até a última atualização desta matéria, a Secretaria de Saúde não se posicionou sobre o tema.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação