Publicidade

Correio Braziliense

Coronavírus: DF tem 23 casos de transmissão comunitária

Levantamento da Secretaria de Saúde mostra que a forma de contágio pelo novo coronavírus no Distrito Federal evoluiu de local e importada para comunitária. A pasta ainda informa que a maioria dos casos está no Lago Sul e no Sudoeste


postado em 28/03/2020 19:06 / atualizado em 28/03/2020 19:19

A primeira paciente diagnosticada com a doença permanece internada no Hran (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
A primeira paciente diagnosticada com a doença permanece internada no Hran (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus que não sabem dizer onde contraíram a doença aumentou para 14. Segundo levantamento da Secretaria de Saúde, na sexta-feira (27/3), a capital registrava 9 casos de transmissão comunitária. Neste sábado (28/3), porém, o número registrado foi de 23.  

Inicialmente, a maioria dos diagnósticos era de pacientes que voltaram de viagens internacionais ou que entraram em contato com esses viajantes. Após 25 dias do primeiro caso, a capital já contabiliza 260. Mais de 3 mil casos seguem em investigação para a Covid-19.

Entre os casos confirmados, 24 (9,2%) estão hospitalizados, 13 em Unidade de Terapia Intensiva. Até o momento da publicação desta matéria, nenhum óbito havia sido registrado.

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal monitora, diariamente a situação epidemiológica da Covid19 por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Subsecretaria de Vigilância em Saúde (DIVEP/SVS).

Região

A região com o maior número e a maior incidência de casos confirmados (incidência por 100 mil habitantes), é o Lago Sul, com registro de 145,12 incidência por 100 mil habitantes, e  44 casos. Depois vem o Sudoeste e em seguida, o Plano Piloto

Gênero

Dos 260 casos confirmado, 153 (59%) são do sexo masculino. De acordo com o boletim Epidemiológico, a maior proporção de incidência da doença atinge a faixa etária de 20 a 49 anos, com total de 186 registros.

Sobre a doença

O novo agente da Covid-19 foi descoberto em 2019, em 31/12, após casos registrados na China. O Coronavírus compõe uma família de vírus responsáveis por síndromes respiratórias. Os principais sintomas da doença são febre, tosse, coriza, dor de garganta e falta de ar. 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade