Publicidade

Correio Braziliense

Profissionais da saúde podem ser voluntários no HUB

Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e psicólogos estão sendo cadastrados pelo hospital


postado em 01/04/2020 17:44 / atualizado em 01/04/2020 18:25

Secretaria vai fazer um cadastro e os voluntários poderão ser chamados caso haja necessidade(foto: Secom UnB/Divulgação)
Secretaria vai fazer um cadastro e os voluntários poderão ser chamados caso haja necessidade (foto: Secom UnB/Divulgação)
O Hospital Universitário de Brasília (HUB) começou a convocar profissionais da área da saúde para trabalho voluntário no combate ao novo coronavírus. Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos e interessados de outras profissões que queiram contribuir estão sendo cadastrados pelo hospital. 

De acordo com o HUB, o objetivo da ação é reforçar o corpo clínico caso o volume de atendimentos vá além da capacidade da atual equipe. Além disso, a iniciativa busca preparar o centro médico caso surja alta taxa de afastamento de profissionais simultaneamente, em razão de pertencimento ao grupo de risco, adoecimento ou estado de quarentena. 

Os profissionais que quiserem fazer parte das atividades devem preencher um formulário eletrônico, anexando o currículo e um certificado que comprove a formação acadêmica. Segundo o HUB, o cadastro não garante que a pessoa será chamada para ajudar, já que os voluntários serão acionados somente em caso de necessidade.  

O Centro médico também reforça que a atividade voluntária não possui remuneração e não gera vínculo empregatício. 

Cadastro reserva

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal que faz gestão do HUB, irá abrir um processo seletivo emergencial para cadastro reserva. Cerca de 6 mil profissionais podem ser convocados em cargos específicos, que atuarão em um dos 40 hospitais universitários federais vinculados à Rede.


Confira o edital no site da Ebserh: https://www.institutoaocp.org.br/concurso.jsp?id=260

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade